Trilogia de Hobbit é a mais cara de sempre


27 de Outubro, 2014

Fotografia: Divulgação

O realizador Peter Jackson gastou 745 milhões de dólares até ao momento para fazer a trilogia “O hobitt”, de acordo com informações da agência Associated Press.

Os documentos financeiros arquivados este mês na Nova Zelândia, onde os três filmes da série foram feitos, comprovam que os referidos custos incluem filmagens e efeitos especiais concluídos ao longo de vários anos.
Os registos revelam que a produção de Peter Jackson já custou mais do dobro da trilogia de “O Senhor dos Anéis”. Porém, o “The Guardian” recorda que o Governo neozelandês até proporcionou benefícios fiscais para que os filmes fossem rodados no país, proposta também apresentada a James Cameron, para que ali gravasse as sequências de “Avatar”.
Os últimos oito meses de produção, que antecedem o lançamento do último título da série, “A batalha dos cinco exércitos”, que estreia em Dezembro, não entraram nas contas. Também não está claro se os custos de comercialização e distribuição em todo o mundo estão incluídos. De acordo com a agência, a Warner Bros. não quis comentar o orçamento dos filmes. Quando “O hobbit” foi anunciado pela primeira vez em 2007 como um pacote de dois filmes, calculou-se que ia custar cerca de 150 milhões de dólares cada.
No entanto, esses filmes não são os mais caros já feitos. De acordo com o site Box Office Mojo e com o Guinness World Records, o recorde é de “Pirata das Caraíbas: Até ao Fim do mundo” (2007), que teve um orçamento de 300 milhões de dólares. O Box Office Mojo também calcula que os dois primeiros filmes de “O hobbit” arrecadaram 1,98 mil milhões de dólares nas bilheteiras mundiais.
O realizador norte-americano Peter Jackson já começou a publicitar o último filme da história de J. R. R. Tolkien, através da colocação no Facebook de imagens das personagens.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA