Série de televisão “Dexter” censurada pelos militares


7 de Julho, 2014

A Comissão Nacional de Radiodifusão da Tailândia proibiu a emissão da série televisiva norte-americana “Dexter", que acompanha o quotidiano de um assassino em série por considerar “o conteúdo inadequado".

O presidente da Comissão, Natee Sukonrat, disse que a série viola a lei de Radiodifusão de 2008 que proíbe a emissão de conteúdos que contenham, directa ou indirectamente, uma ameaça à segurança ou violem a moralidade e a ordem pública pelo seu teor obsceno, noticiou o portal Prachatai.
O organismo também aplicou uma multa de mais de mil euros à operadora de televisão GMM, propriedade do principal grupo mediático e da indústria de entretenimento do país.
A medida foi tomada após os comandantes das Forças Armadas da Tailândia terem aumentado o controlo dos meios de comunicação social para impedir “a propagação de informações incorrectas" e de notícias que “fomentem o ódio" à monarquia.
Após o golpe de Estado de 22 de Maio, o Exército impôs a censura, suspendeu as emissões de televisão e deteve vários jornalistas críticos do Governo.
“Dexter" é um drama centrado num assassino em série, interpretado por Michael C. Hall, que tem diferentes padrões comportamentais e trabalha como analista forense especialista em crimes insólitos da polícia de Miami. É considerada das melhores séries sobre psicopatas.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA