Cultura

Ubuntu-Casa de Cultura e Artes distingue grupos e companhias

Manuel Albano |

A Ubuntu - Casa de Cultura e Artes vai distinguir os melhores grupos ou companhias de teatro nas categorias de conteúdos, figurino e sonoplastia, durante a quarta edição do Circuito Internacional de Teatro (CIT), que acontece de 30 de Junho a 16 de Setembro de 2019, na Liga Africana, em Luanda.

Grupos vão ser homenageados no decorrer do festival organizado anualmente pelo Pitabel

De acordo com o director-geral do CIT, Adérito Rodrigues “BI” durante um encontro de auscultação e concertação realizado sábado de manhã, nas instalações do Colégio Pitabel, em Luanda, com os grupos de teatro, disse, que essa distinção no valor de 50 mil kwanzas por cada categoria, resulta de uma parceria entre ambas instituições.
Embora sejam prémios à parte das distinções do CIT, Adérito Rodrigues, manifestou o interesse de continuar com a parceria por trazer outros estímulos aos grupos participantes na quarta edição do Festival.
O director-geral do CIT disse que pretende, nas próximas cinco edições, tornar o certame uma das maiores referências a nível dos demais festivais realizados pelos Países de Língua Oficial Portuguesa (PALOP). Garantiu apos-
tar em parcerias que permitam tornar o projecto cada vez mais auto-sustentado.
Informou que a crítica de teatro Agnela Barros, também docente e jornalista cultural, já não integra o júri do CIT por ser a presidente da Ubuntu - Casa de Cultura e Artes, uma das patrocinadores evento.
Este ano, disse, que o evento vai decorrer sob o lema “Projectar África com o teatro”, cujas exibições das companhias já seleccionadas devem retratar aspectos relacionados com a vida social, política e cultural do continente africano.
Adérito Rodrigues anunciou que o festival conseguiu firmar parcerias com a Televisão Pública de Angola (TPA), para a cobertura e transmissão in-deferida dos espectáculos mediante acordos com os respectivos grupos e companhias.
Todas às sextas-feiras haverá debates sobre a vida e obra dos grupos e companhias no programa “A Nossa Geração”, a partir do dia 28 de Ju-nho, até á data de encerramento do CIT, a 16 de Setembro em local por indicar.

Seminário na Ubuntu


A Ubuntu-Casa de Cultura e Artes realiza de 25 a 27 de Outubro, em Luanda, um seminário sobre “Afrocentricidade, Dança, Literatura e Teatro”, no qual vão intervir investigadores internacionais.
Agnela Barros, promotora da iniciativa, disse que os oradores e investigadores africanos e afro-americanos vão abordar temas inspirados em teorias e bibliografias de Molef Kete Asante, Ezio Lorenzo Bonzo e Edward T. Hall.
O cerne do seminário é uma reflexão sobre a possibilidade da literatura afrocentrada local em oposição à literatura africana, à luz do paradigma da “afrocentricidade” que opera a um só tempo como conceito, veículo cultural e ferramenta cognitiva em qualquer domínio da criação humana.
Para a Conferência Internacional, explicou, vão ser convidados especialistas de África, da Europa e das Américas, que durante três dias vão abordar questões ligadas ao desenvolvimento do teatro, dança e cinema, em todas as esferas.
Agnela Barros adiantou que vão ser debatidos, entre outros temas, esquemas para se saber em que medida uma peça de teatro é considerada afrocentrada como “Qual a visão do mundo que ela apresenta”, “Qual o propósito de vida ou sentido de busca de seus personagens”, “Qual a ideia de pessoas, tempo, natureza que ela nos sugere e como se relaciona com este” e “Como os personagens trajam-se, alimenta-se tratam-se, comunicam-se e movem-se”.
"A adaptação de textos nas peças de teatro”, “A dinâmica do teatro”, “Os conteúdos”, “O processo de criação artística”, “A produção teatral” e “Teatro e sua especificidade”, são outros temas a serem debatidos ao longo da conferência.
Aberta em 23 de Março de 2017, a Ubuntu-Casa de Cultura e Artes está situada na rua Aníbal de Melo, bairro Vila Alice, no distrito urbano do Rangel.
A?Ubuntu dispõe de uma biblioteca com mais de cinco mil títulos, mediateca, biblioteca virtual e uma sala de leitura, que recebe por semana dezenas de estudantes do ensino médio e universitário, sendo o acesso gratuito. O es-paço tem uma sala para conferências e exposição de artes plásticas, além de um palco.

Tempo

Multimédia