Uma nova perspectiva da poesia de Neto

Mário Cohen |
17 de Outubro, 2014

A poesia de Agostinho Neto esteve na base de um novo trabalho de investigação, apresentado na quarta-feira, na União dos Escritores Angolanos, em Luanda, com o lançamento do livro “Duas Faces da Esperança”, de António Quino.

A obra, que também faz uma análise diferente sobre a vida de Neto, apresenta um estudo comparado entre a sua escrita e a do poeta português António Nobre, cuja obra tem um enfoque especial nas correntes românticas, simbolistas e decadentes da geração do final do século XIX.
Para o especialista em línguas africanas Francisco Soares, que apresentou o livro, “Duas Faces da Esperança” dá um contributo original para se conhecer melhor a poesia de Agostinho Neto. Na sua perspectiva, António Quino faz uma abordagem técnica profunda da literatura do primeiro Presidente de Angola. “No livro, o autor explora a esperança como a mola que transforma o cenário social e resguarda a pluralidade cultural e de ideias, como o fez Agostinho Neto nas suas obras”, disse.
“Duas Faces da Esperança” chega com a chancela da União dos Escritores Angolanos. Com 282 páginas e uma tiragem de dois mil exemplares, a execução gráfica do livro foi feita em Lisboa.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA