UNESCO quer código ético para o Património Imaterial


8 de Abril, 2015

Fotografia: Reuters

O Comité Intergovernamental da Convenção das Nações Unidas para a Protecção do Património Cultural Imaterial realiza, em Valência, Espanha, um encontro destinado a criar um código ético para garantir a protecção daquela riqueza.

Na reunião, no Palácio de Artes Rainha Sofia, presidida pela directora-geral da UNESCO, Irina Bokova, e pelo ministro espanhol de Assuntos Exteriores, José García-Margallo, participam 12 especialistas.
O código ético que é preparado deve complementar a convenção estabelecida em 2003 pelas Nações Unidas.
Irina Bokova disse aos jornalistas que ter esperança que sejam declaradas Património Cultural Imaterial as Fallas de Valência, tradição de queima de arte efémera no 19 de Março, Dia de São José, o patrono dos carpinteiros. As Fallas, salientou, constituem uma expressão da vida, da Primavera e da vontade de desenvolver-se e ter uma interacção de convivência pacífica entre diferentes comunidades.
A imprensa da Comunidade Valenciana considera a presença dos especialistas uma avaliação não oficial, mas que serve para dar informação à UNESCO sobre a tradição das Fallas.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA