União fortalece relações dos artistas de teatro

Manuel Albano
3 de Agosto, 2016

Fotografia: Eduardo Pedro

A união e o fortalecimento das relações dos artistas de teatro são destacados pelo director do Circuito Internacional de Teatro (CIT) como aspectos positivos desta iniciativa, que decorre todos os finais de semana, desde 1 de Julho até 17 de Setembro, no Instituto Superior de Artes (Isartes), na Centralidade do Kilamba.

Em declarações ontem, ao Jornal de Angola, Adérito Rodrigues “Bi” considerou acima da média as actividades realizadas no âmbito do programa do CIT, essencialmente pela qualidade dos espectáculos já exibidos.
O director do CIT disse que o festival tem permitido uma maior dinamização e divulgação do teatro, particularmente na capital. Devido à adesão dos grupos de teatro em Luanda, explicou, houve necessidade de dar-se um sentido mais alargado ao projecto “Cultura para Todos”, iniciativa da Companhia de Teatro Pitabel, com a realização do festival internacional.
O Circuito Internacional de Teatro (CIT), disse, visa contemplar exibições de peças de teatro, mesas-redondas, visitas, palestras, oficinas artísticas, intercâmbios e troca de experiências entre os grupos nacionais e estrangeiros.
Adérito Rodrigues realçou que o CIT está a ser uma oportunidade para a promoção, valorização, divulgação e promoção da realidade das artes cénicas em particular do teatro e da cultura nacional. “Queremos que o festival consiga ajudar a mudar a imagem do país além fronteiras sobre o que tem sido feito ao longos desses anos na promoção das artes localmente.”
O director do CIT disse que a assistência aos espectáculos tem melhorado significativamente nas últimas semanas, fruto de uma maior divulgação do festival e pela qualidade das peças exibidas.
Segundo Adérito Rodrigues, apesar da “ginástica” aos poucos recursos da organização, o desafio é continuar na tentativa de mostrar um cenário diferente sobre a realidade angolana. “Por falta de salas convencionais no país para a exibição de espectáculos de teatro e de outras expressões artísticasa, o Isartes foi o local escolhido na tentativa de descentralizar as actividades realizadas na maior parte das vezes na Baixa de Luanda.”

O público

O aumento do número de espectadores no Circuito Internacional de Teatro (CIT) tem sido um facto “surpreendente”,  disse Adérito Rodrigues, por se registar no anfiteatro do Instituto Superior de Artes (Isartes), quase sempre, sala cheia com uma plateia participativa.
Explicou que a adesão de mais espectadores ao local da actividade é fruto da responsabilidade que os grupos têm na mobilização e consciencialização da sociedade através de peças de teatro. “Estamos a receber o apoio de muitas pessoas anónimas que nos incentivam a continuar com o projecto.”
A ideia, explicou o responsável, é tornar a iniciativa, um ponto permanente de intercâmbio cultural, entre os alunos do Complexo de Escolas de Artes (Ceart) e do Instituto Superior de Artes (Isartes).

Criação artística 

A criação artística e a adaptação de textos de escritores têm sido dos pontos debatidos durante a realização de oficinas artísticas e seminários para troca de experiência entre actores e encenadores nacionais e estrangeiros, às 15h00, no Instituto Superior de Artes (Isartes), na Centralidade do Kilamba, em Luanda.
Adérito Rodrigues “Bi” disse que a forma de melhor aproveitar o conhecimento dos grupos é a realização de mesas-redondas com todos os grupos convidados no Circuito Internacional de Teatro (CIT), por forma a falarem sobre as suas experiências artísticas enquanto fazedores de arte.
“A adaptação de textos dos escritores nas peças de teatro”, “O crescimento do teatro em ambos países”, “Os conteúdos” e “O processo de criação artística para o desenvolvimento das artes cénicas” são alguns dos temas já debatidos.
Nas próximas mesas redondas, disse, vão estar em debate temas como “A produção teatral”, “Direitos de autores”, “A dança contemporânea e o teatro”, “Arte performativa africana”, “Teatro de hoje e sua especificidade”, “A música e o teatro”, “Importância da formação para as artes em geral e em particular para o teatro”, “Dança desportiva” e  “As artes plásticas e o teatro”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA