"Velocidade Furiosa" impressiona críticos


4 de Abril, 2015

Fotografia: Reuters

O sétimo filme da série “Velocidade Furiosa”, que estreou na quarta-feira, foi considerado pelos críticos dos melhores de sempre pela inovação no argumento e cenas de acção e do ponto de vista comercial.

Para a maioria dos críticos norte-americanos de cinema, o filme provou que não há razão para as sequências serem menos inventivas e inéditas do que o original. O filme, realizado por James Wan, responsável pelas séries “Sobrenatural” e “Jogos Mortais”, salientaram os principais jornais dos EUA, é o melhor de todos, especialmente, por mostrar o que o público quer ver: cenas imaginosas de acção, montagem bem-feita e diálogos com frases de efeito.
Além disso, referiam, beneficia com a homenagem ao actor Paul Walker, a quem é dedicado o filme, um dos protagonistas que morreu acidentalmente em Novembro de 2013.
 O actor deixou o filme inacabado mas, nas cenas nas quais fazia falta, foi recriado digitalmente por James Wan, um trabalho quase imperceptível nas mais de duas horas de projecção.
O sétimo filme começa logo após as aventuras do anterior, quando a equipa liderada por Dominic Toretto (Vin Diesel) e O’Conner (Paul Walker) destruiu metade de Londres para combater o vilão Owen Shaw (Luke Evans). Agora numa vida mais pacata, eles não esperavam que o irmão de Shaw, Deckard (Jason Statham), um mercenário violento, quisesse vingança em nome da sua família. Depois de levar o oficial do FBI Hobbs (Dwayne Johnson) para o hospital, Deckard pretende eliminar o bando. É neste momento que o agente secreto Mr. Nobody (Kurt Russell) entra em cena. Sem muita ordem lógica, escreveu um dos críticos, “o que era improvável, as histórias entrelaçam-se com reviravoltas e alianças inusitadas ao estilo ‘o inimigo de meu inimigo é meu amigo’”. “Nada disso realmente importa diante das extravagantes cenas de acção, que elevam a tensão a cada minuto, em momentos de humor e drama, doseados com precisão pelo argumento de Chris Morgan”, rematou. Além de ter tido críticas favoráveis, o filme também foi um êxito de vendas de bilheteira nos EUA. Até ontem arrecadara 115 milhões de dólares e revela-se como sucesso inegável para um filme que custou pouco mais de 190 milhões, recorde da série, que já gerou 2,4 mil milhões de dólares.

Passeio da Fama

O actor Vin Diesel foi homenageado, também na quarta-feira, com a colocação do seu nome no Passeio da Fama do Chinese Theatre, um marco de Hollywood, com pegadas de actores de referência como Clark Gable e Clint Eastwood. Acompanhado do elenco do filme “Velocidade Furiosa 7”, o actor norte-americano ficou emocionado com a homenagem. “É um milagre vir de onde vim e ser honrado desta forma”, afirmou o actor.
Vin Diesel também homenageou o malogrado Paul Walker, actor com quem protagonizou a maior parte da série de acção e aventura. “Paul está aqui connosco hoje”, disse.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA