Cultura

"Verdade da minha vida" lançado em Nova Iorque

Adalberto Ceita | Nova Iorque

“Verdade da minha vida” (The Truth of my Journey) é o título do primeiro livro de Adão Pinto apresentado, recentemente, na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, Estados Unidos.

Promovido pela Conselho Económico da ONU (ECOSOC), o livro, de 140 páginas e sete capítulos no género prosa, embora narre o conflito armado que o país viveu, o autor apresenta uma perspectiva futurista de um país e um continente promissor.
Adão Pinto, que nasceu no período de transição entre a época colonial e a Independência Nacional, incluiu no livro episódios da sua vida. “Truth of my Journey”, em breve vai ser editado em português e francês.
“Inspirado pelo conceituado africanista Chinua Axebe, eu decidi tornar pública a minha vida e contar-vos a minha história”, disse.
Além de realçar a importância da educação que, independentemente das suas origens, pode, a juventude com perseverança e vontade ver realizados os seus sonhos, Adão Pinto recordou as circunstâncias humildes em que nasceu e foi criado numa aldeia. Apontou a escassez de água potável e falta energia eléctrica como adversidades que enfrentou e apelou aos jovens que nada é impossível quando existe uma vontade férrea.
“O nosso passado não determina o nosso futuro”, enfatizou, tendo sublinhado que a obra foi escrita para as novas gerações de jovens africanos que passam pelas mesmas vicissitudes e que têm tudo ao seu alcance para ultrapassá-las.
A cerimónia de apresentação decorreu à margem do Fórum da Juventude da União Africana. Houve uma sessão de autógrafos em que o autor fez a oferta de alguns exemplares aos diplomatas. A animação cultural esteve a cargo do soprano António Ebo, que interpretou “Umbi-umbi”, entre outras canções populares.
Prestigiaram a cerimónia, o embaixador de Angola junto da missão permanente da ONU, Ismael Martins, diplomatas angolanos e estrangeiros, estudantes africanos, familiares e amigos.
Embaixador de carreira, Adão Pinto exerce actualmente as funções de cônsul geral de Angola em Nova Iorque. Durante a sua trajectória teve a oportunidade de trabalhar com líderes mundiais conceituados.

Tempo

Multimédia