Véronique Tadjo realiza simpósios


21 de Junho, 2014

Fotografia: DR

A escritora e artista plástica francesa Véronique Tadjo chega na próxima segunda-feira a Luanda, onde participa no dia seguinte, a partir das 18h00, numa mesa redonda sobre a escrita, a realizar-se na União dos Escritores Angolanos (UEA).

Na capital angolana até 25 deste mês, a escritora francesa vai promover uma série de seminários sobre escrita e uma conferência na Faculdade de Letras da Universidade Agostinho Neto (UAN). Na quarta-feira, às 10h00, a escritora vai apresentar a sua obra “L’Ombre d’Imana” perante um público de estudantes francófonos, em Luanda.
A iniciativa é organizada pela União dos Escritores Angolanos e a Faculdade de Letras da UAN, em parceria com a embaixada de França em Angola.
Natural de Paris, Véronique Tadjo, filha de um marfinense e de uma francesa, é poeta, romancista, pintora, autora de livros para a juventude e ilustradora.
Fez a maior parte dos seus estudos em Abidjan e especializou-se no domínio anglo-americano em Paris, na Sorbonne.
Escreveu diversos romances e compilações de poemas. Os seus livros revisitam a história familiar (Loin de Monpère), a história nacional (Reine Pokou) e uma das mais cruéis tragédias africanas do nosso tempo que foi o genocídio dos yutsi no Ruanda (L´Ombred´Imana): “Convidada em 1998 pelo Ruanda, no âmbito de uma residência de escritores, a marfinense Véronique Tadjo descobre um país destruído, marcado pela guerra e as consequências do genocídio. Ao procurar respostas para a tragédia através da escrita, testemunha e dá a palavra às pessoas com quem se encontrou: os prisioneiros, as vítimas, as mulheres, os doentes, as crianças perdidas, os refugiados, todo um povo que conta hoje a dor e o medo.”
Viveu nos Estados Unidos, no México, na Nigéria, no Quénia e na Grã-Bretanha. Actualmente reside em Joanesburgo, onde dirige o departamento de francês da Universidade do Witwatersrand.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA