Vida do "Sniper Americano" chega finalmente ao cinema


22 de Janeiro, 2015

Fotografia: Divulgação

Chris Kyle, o Sniper mais mortífero dos Navy SEAL, principal força de operações especiais da Marinha dos EUA, foi morto a tiro em Fevereiro, aos 38 anos, mas deixou o livro autobiográfico “Sniper Americano”.

O livro, lançado há um ano, adaptado foi adaptado ao cinema, com um filme com o mesmo nome, considerado um dos dez melhores filmes de 2014 pelo American Film Institute e pelo National Board of Review. “Sniper Americano” está nomeado para os prémios BAFTA (Melhor Argumento Adaptado e Melhor Som), para os Satellite Awards (Melhor Argumento Adaptado e Melhor Montagem) e para os Broadcast Film Critics Association Awards (Melhor Filme de Acção e Melhor Actor num filme de Acção).   “Chris Kyle conta história com a mesma garra e coragem que demonstrou na vida e no campo de batalha. Uma leitura empolgante”, afirmou Clint Eastwood, realizador do filme.
O homem que lhe roubou a vida também era um ex-militar e acabou por ser detido.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA