Cultura

Vida e obra de Neto revista em palestra

Manuel Albano

A vida e obra do primeiro Estadista angolano é mais uma vez revista, durante uma palestra subordinada ao tema “Agostinho Neto: o escritor e o homem”, a ser proferida pelo escritor John Bella, amanhã, às 9h00, no Complexo das Escolas de Artes (Cearte), no Camama, em Luanda.

John Bella fala sobre os poemas que mobilizaram pessoas para a luta de libertação
Fotografia: Kindala Manuel| Edições Novembro

Em declarações ao Jornal de Angola, John Bella disse que, durante a palestra, vai dissertar sobre a trajectória de Agostinho Neto, desde o seu nascimento na aldeia de Kaxikane, em Icolo e Bengo, onde fez os estudos primários, à sua passagem pelo Liceu Salvador Correia.
O escritor acrescentou ainda que pretende dialogar com os estudantes sobre os primeiros escritos literários do Poeta Maior, nas revistas “Mensagem”, “Meridiano” e “O Farolim”, bem como a sua candidatura a uma bolsa que o levou a Portugal para prosseguir os seus estudos em Coimbra e Lisboa, onde se formou em Medicina.
O autor vai ainda transmitir aos estudantes a imensa actividade política que Agostinho Neto desempenhou em Portugal e no processo da colonização em Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, S. Tomé e Cabo Verde.
Os factores que levaram o Estadista a ser inúmeras vezes preso no decorrer dos anos 50 e 60, do século passado, também vão ser abordados durante a palestra no Cearte, disse John Bella.
Assim sendo, explica o escritor, vai igualmente falar sobre grande parte dos poemas que serviram para a mobilização de pessoas para a luta de libertação nacional, escritos no interior das cadeias por onde passou e recolhidos por Maria Eugénia Neto.
O casamento em 1957 de Agostinho Neto e Maria Eugénia “Geny”, bem como a conclusão da sua formação também vão ser revistos. “É importante transmitir conhecimentos sólidos aos estudantes, fundamentalmente, por forma a deixar um legado positivo à juventude”, disse John Bella.
A determinação com que liderou a luta de libertação contra o jugo colonial português em Angola, que culminou com a proclamação da independência, em 11 de Novembro de 1975, e a sua governação também vão ser abordadas pelo escritor.

Valor estético e literário

John Bella disse que vai procurar fazer uma análise do valor estético e literário do livro “Sagrada Esperança”, de Agostinho Neto, considerado de uma dimensão universal e ao mesmo tempo imortal.
Se no passado os poemas contidos nesta obra contribuíram para apelar o povo contra a dominação estrangeira, segundo o escritor, actualmente tem servido como fonte para a nova geração de escritores. “Vão estar expostos mais de duzentos livros sendo que alguns vão ser oferecidos à instituição, para o acervo bibliográfico”, garantiu o também director municipal da Cultura e Turismo de Talatona.
Além da palestra, que está enquadrada nas comemorações do 17 de Setembro, Dia do Herói Nacional, está igualmente prevista a realização de uma actividade artístico-literária e cultural, com recital de poesia, momentos de trova e exposição de livros, destinado aos estudantes do Cearte.

Complexo trouxe ganhos às artes

O Complexo das Escolas de Arte (Cearte), no Camama, em Luanda, é uma instituição que tem ajudado a aprimorar o talento artístico, através da formação científica, e preparar as novas gerações de artistas para cuidarem do desenvolvimento da cultura nacional.
Inaugurada em 2015, a instituição combina talento com formação científica, para fortalecer o desenvolvimento da cultura nacional. A formação cultural tem sido fundamental por representar a história de um povo e é parte dos objectivos do plano nacional de desenvolvimento.

Tempo

Multimédia