Violência doméstica hoje em Menongue

Roque Silva |
25 de Julho, 2014

Fotografia: Cedida pelo grupo

O colectivo de artes 1º de Maio apresenta hoje às 8h00, no parque defronte à sede do Governo Provincial do Cuando Cubango, em Menongue, os DVD das peças de teatro “Sexo não é força” e “Ngonguenha em Luanda”, numa sessão de venda e assinatura de autógrafos.

Além do registo de vídeo do espectáculo “Sexo não é força”, que é comercializado pela primeira vez no país, ao preço de mil kwanzas, o grupo apresenta amanhã às 19h00, no espaço cultural Sqobdjum, o espectáculo.
O director artístico e encenador do grupo disse que as imagens do DVD, com duração de uma hora e meia, foram captadas no palco do auditório da escola Njinga Mbande, localizado em Luanda.
Ângelo Cristóvão disse que o espectáculo é uma comédia de intervenção social que expõe algumas situações que estão na base dos problemas entre os casais. Na peça, um casal de idosos, Quimbita e Man Tony, com hábitos diferentes e casados há 12 anos, enfrentam conflitos quando o marido passa a consumir álcool de forma excessiva. O caso acaba em tribunal.
O encenador adiantou que a peça é para maiores de 18 anos, porque as personagens usam uma linguagem sem censura.
“Ngonguenha em Luanda” é o outro DVD que é apresentado hoje no Menongue. A peça trata da relação entre os agentes reguladores de trânsito e os automobilistas, com foco especial na forma como esses oficiais da Polícia Nacional lidam com os taxistas.

Seminário de Teatro

O I Seminário de Teatro do Cuando Cubango termina hoje às 20h00 no atelier do Núcleo de Artes Estrelas ao Palco, em Menongue. O encontro, que é uma iniciativa do Núcleo de Artes Estrelas ao Palco, conta com 32 actores e directores dos grupos locais Mwenho Kovuluca e Nascer do sol.
Direcção teatral, técnicas de sonoplastia, cenografia, iluminação e interpretação são os temas que foram abordados no seminário, por Ângelo Cristóvão, Pepe Maurício e Arsénio Charme, integrantes do grupo 1º de Maio.
Com quatro anos de actividade, o 1º de Maio tem na forja, para os próximos meses, a estreia dos espectáculos “Uma bala no escuro”, “Fogueira familiar” e “África berço ou cemitério da humanidade?”, uma adaptação do livro de João Ramiro dos Santos.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA