Violência no lar revista em palco

Roque Silva |
8 de Julho, 2016

A luta contra a violência doméstica é o foco do espectáculo de teatro “Império Feminino” a ser apresentado hoje, às 20h00, na Liga Africana, em Luanda, pelo grupo Henda Yame.

A peça julga, em 55  minutos, os maus tratos que as mulheres sofrem nas relações conjugais, por forma a desencorajar esse tipo de práticas. A peça conta o drama vivido por algumas vítimas de agressão física e verbal e a justiça por elas praticadas.
No espectáculo, Bela, a personagem principal do drama, surge para resolver os problemas conjugais entre os casais de uma localidade, numa altura em que os homens são protagonistas de acções destrutivas nos lares.
A jovem tenta transmitir mensagens de amor e de respeito mútuo, mas o crescente número de violência doméstica e no género, praticada pelos homens, levam-na a optar pela agressão, o que obriga as próprias vítimas a reagirem. O encenador Jackson Sebastião disse que o espectáculo tem carácter pedagógico e convida o público a manifestar-se sobre as suas experiências.

“Amor e ódio”

O grupo de teatro Henda Yame apresenta amanhã, à mesma hora e local, a peça  “Amor e ódio”, uma drama marcado por duas histórias diferentes e interessantes.
A primeira fala de um jovem cuja parceira abandona-o por ser pobre e a segunda aborda a vida de um casal de jovens oriundos de famílias  de posições sociais e financeiras divergentes. A família e os amigos da moça discordam da relação, até ao fim trágico que põe em causa o sentimento que ambos nutriam um pelo outro.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA