Cultura

Vivalda Dula grava em estúdio CD de originais

Roque Silva

Vivalda Dula está em estúdio a gravar o terceiro álbum de originais, nos Estados Unidos, com a participação de Ângelo Boss e a produção de artistas de várias nacionalidades.

 

Terceiro álbum de originais da cantora é posto à venda entre Junho e Agosto
Fotografia: DR

O álbum da artista angola-na residente nos Estados Unidos deve ser lançado entre os meses de Junho e Agosto, em vários Estados norteamericanos, e conta com a produ-ção de Emílio D. Miller, vencedor de um Grammy Latino, de instrumentistas africanos, europeus, norte-americanos e latino-americanos.
Emílio D. Miller tem trabalhado com Vivalda Dula no Sugar Hill Studios, em Houston, no Estado do Texas. O produtor é formado em Música pela escola americana “Barkley School of Music”. Da sua trajectória consta a nomeação do seu “soundtrack” original como “Melhor Música Original para Documentário”, pela Hollywood Music in Media Awards (HMMA), em 2014, e o “Latin Grammy Awards”, em 2015, pela produção da banda sonora do filme “Los Animales”.
Em declarações, ontem, ao Jornal de Angola, a cantora, compositora e multipercussionista disse que a musicalidade do álbum segue a linhagem dos anteriores, que pauta pelo género "world music-roots", numa mistura de ritmos de várias regiões de África, inclusive Angola, e sonoridades.
O dueto com Ângelo Boss encontra-se em fase final de mistura, cuja divulgação vai ser feita em primeira mão no programa “Kiandando” da Rádio Luanda, cujo apresentador principal é o radialista Paulo Miranda.
A presença de Vivalda Dula e Ângelo Boss no mesmo estúdio marca o reencontro de antigos vizinhos num dos bairros tradicionais de Luan-da, após meses de contactos pelas redes sociais, onde surgiu o convite.
“O Ângelo sempre foi mui-to simpático. Conversávamos por telefone, depois de um prévio contacto pelas redes sociais. Ele não se lembrava de mim, mas fui muito bem recebida quando lhe comentei que era sua vizinha, no Bairro Vila Alice e irmã menor de um amigo seu. Ele emocionou-se e recebi mimos multiplicados”, disse a cantora.
Em 2016, a cantora vendeu o single “Je t’aime” nas plataformas e lojas de distribuição de música digital on-line: iTunes, Amazon e Spotify. O tema contou com a colaboração do maliano Cheick Hamala Diabaté, o mestre do instrumento tradicional “ngoni” e sua banda. Outros instrumentos musicais como guitarras, bateria, calabash, dikanza, chocalhos, djembé e o talking drum foram incluídos além da voz da cantora, compositora e instrumentista.
O tema “Je t’aime” é uma mistura de duas culturas diferentes, um combinado de harmonias e línguas faladas em Angola, como o quimbundo e português, na voz de Vival-da, e instrumentos característicos da cultura do Mali, tocado pelo mestre. A canção, uma narrativa de amor, foi escrita e composta por Vivalda Dula, que também co-produziu. A produção é de Dr. MV-Robert, nomeado para um Grammy, tendo sido gravada e misturada em Washington DC e Houston, nos Estados Unidos.
Nesse mesmo ano a artista realizou uma digressão pela América Latina, onde o ponto de partida Santiago do Chile, no  XV Festival Musical Del Mundo. Pisou também palcos na Argentina, Equador e em Portugal.
 A cantora, compositora e multipercussionista reside há cinco anos nos Estados Unidos, onde tem recebido críticas positivas ao seu trabalho, motivo pelo qual foi convidada pelo director e dramaturgo Gerald Thomas para interpretar as trilhas sonoras de Rolling Stones na estreia da obra “Dilúvio”, no Teatro Anchieta do Sesc Consolação, em São Paulo, Brasil, em 2017.
 A artista tem dois discos no mercado, “África”, lançado em Houston, em 2015, e “Insanidade Mental”, em 2013. O segundo tem 11 canções em quimbundo, português e inglês, e o tema que dá título é um apelo aos africanos para a preservação e valorização das suas culturas onde quer que estejam. O disco é dominado por ritmos da música tradicional angolana e da ocidental, o que in-fluenciou o convite para actuar no Festival Internacional “Fethiye World Music Festival”, na Turquia.
O CD de estreia foi apresentado na digressão “Vivalda Dula USA Tour 2014 - Henda mwa Ngola” nas cidades norte-americanas de Washington, Chicago, Houston, Nova Iorque e Austin.

Tempo

Multimédia