Yola Semedo transmite experiências

Manuel Albano
3 de Maio, 2016

Fotografia: Kindala Manuel

A cantora e compositora Yola Semedo deu a conhecer, ontem em Luanda, que vai interagir mais com os novos cantores, para transmitir as suas experiências em relação a postura em palco e interpretação vocal.

A decisão de Yola Semedo visa contribuir para o amadurecimento dos novos talentos, para que os mesmos possam atigir o profissionalismo artístico.
Após as experiências adquiridas como júri e treinadora da primeira edição do concurso “The voice Angola”, Yola Semedo revelou, à imprensa, que está em condições de passar testemunhos aos que pretende seguir carreira musical.
“Sinto que posso dar o meu contributo no sentido de ajudar na melhoria de performances das pessoas que pretendem apostar no mundo da música”. Considerou que o surgimento de outras vozes femininas configura um mercado artístico mais competitivo e dinâmico.
“Temos dado um contributo visível com o nosso talento, por formas a tornar a música angolana mais expressiva no mercado internacional e contribuir para o crescimento da mesma no país”.
Na sua óptica, o surgimento de novos espaços para a divulgação da música angolana vai permitir que o mercado artístico se torne mais forte e possibilite maior interacção entre a classe artística. Por outro lado, sobre a valorização dos artistas, defendeu que os músicos sentem-se realizados quando as suas canções são divulgadas em todo o país.
“Considero-me uma trabalhadora, desde o momento em que vivo como artista. A música, em particular, e as artes em geral, têm ajudado a sustentar muitas famílias de forma digna, sinal que temos contribuido para o desenvolvimento do país”.
Vencedora do Top dos Mais Queridos, edição 2010, tem 30 anos de carreira. Natural do Lobito, província de Benguela, iniciou a carreira como vocalista do grupo Impactus 4, formada pelos seus irmãos.  Conquistou o prémio Voz de Ouro de África, em 1995, em representação de Angola num festival organizado pela UNESCO, na Bulgária, e foi considerada melhor voz feminina de Angola, por três vezes consecutivas, 2000, 2006 e 2007.
Ganhou o prémio Balada do ano 2006 e Melhor intérprete feminina, por duas vezes, 2006 e 2007, Diva do ano, em 2007 e 2008, e conquistou a edição 2010 do Top dos Mais Queridos. Tem no mercado “Diário de Memórias”, “Filho Meu” e o DVD “25 anos de carreira”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA