Desporto

1º de Agosto arregaça mangas para atacar ronda do Girabola

António de Brito| Lusaka

Motivada com a vitória sobre o Green Eagles da Zâmbia, a equipa do 1º de Agosto retoma hoje, às 8h00, no Estádio França “Ndalu”, os trabalhos de preparação para o jogo de quinta-feira diante do Ferrovia do Huambo, às 17h00, no Estádio Nacional 11 de Novembro, a contar para a quarta jornada do Girabola/2019’20.

Militares do Rio Seco perseguem a manutenção do ciclo vitorioso na competição interna
Fotografia: Vigas da Purificação | Edições Novembro

Nesta sessão de treino, o técnico Dragan Jovic vai privilegiar a recuperação física dos jogadores e o trabalho técnico com bola, após o esforço empreendido pelos atletas no desafio de sábado com a formação zambiana. Os atletas utilizados de início no desafio com o Green Eagles vão realizar trabalho específico, nomeadamente Tony Cabaça, Isaac, Paizo, Dani Massunguna, Bobô, Macaia, Ibukun, Kila, Zito Luvumbo, Ary Papel e Mabululu. O avançado Lionel Yombi e o médio Nelson da Luz, que substituíram no segundo tempo Mabululu e Zito Luvumbo, vão trabalhar com os restantes jogadores do plantel. A culminar os trabalhos, Dragan Jovic e colaboradores vão aproveitar o apronto para rectificar os erros cometidos diante do décimo classificado da Liga zambiana de futebol, com realce para as compensações, após a perda de bola para os adversários. Nesta semana, a formação militar tem duplo compromisso na competição interna, depois do encontro diante dos “locomotivas”, três dias depois (domingo) defronta o Santa Rita de Cássia do Uíge, no Estádio 4 de Janeiro, para a quinta jornada do campeonato.

Maratona de jogos
Em declarações ao Jornal de Angola, Ivo Raimundo Traça, treinador-adjunto do 1º de Agosto, referiu que a equipa está preparada para estas situações. “ Quem anda nesta vida tem de estar pronto para fazer três jogos corridos. Depois do encontro com o Green Eagles, vamos amanhã (hoje), porque temos duas partidas para o Girabola. Penso que o grupo estará bem, tanto com o Ferrovia, quanto com o Santa Rita”, salientou.
Abordado sobre o desafio de quinta-feira, Ivo Traça adiantou que “vamos jogar com uma equipa sedenta de pontos. Ainda não ganhou na competição. Jogaremos em casa e temos de assumir as nossas responsabilidades, que passam por jogar bem e conquistar os três pontos. Estamos em todos os jogos com este propósito”, sublinhou, acrescentando que na deslocação ao Uíge a ambição é a mesma”.
Na presente época, o 1º de Agosto definiu como meta a conquista do campeonato e a entrada na fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos. “Não temos outra alternativa a não ser esta. Um clube com a dimensão do nosso tem de pensar sempre em altos voos. Estamos com um grupo bastante motivado”, concluiu o técnico assistente do tetra-campeão nacional.

Girabola regressa quarta-feira aos relvados
A disputa da quarta jornada do Campeonato Nacional de futebol da primeira divisão, Girabola'2019/20, abre quarta-feira com sete partidas na agenda, com destaque para o Petro de Luanda-Sagrada Esperança, às 16h00, no Estádio Nacional 11 de Novembro, numa tarde que inclui os não menos atractivos Interclube- Recreativo da Caála, Académica do Lobito-Progresso Sambizanga, Cuando Cubango-1º de Maio, Sporting de Cabinda-Wiliet de Benguela, Recreativo do Libolo-Desportivo da Huíla e FC Bravos do Maquis- Santa Rita.
Os tricolores, depois do empate com sabor à derrota na eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos, pretendem redimir-se para fazer as pazes com os exigentes adeptos, desavindos com a equipa. Foi notória a orfandade dos tricolores no sábado. Para tal Antonio Cosano e pupilos são obrigados a confirmar o favoritismo caseiro, diante de um opositor que também vem de desaire e está sedento de pontos. Um verdadeiro teste para as duas equipas, que colocaram como meta a conquista do campeonato.
O Petro de Luanda está na 13ª posição com um ponto, com dois jogos disputados, ao passo que o Sagrada ocupa o 11º posto com três em igual número de jogos.
Nas outras partidas, antevê-se favoritismo dos anfitriões. Interclube, Académica do Lobito, Cuando Cubango FC, Sporting de Cabinda e FC Bravos do Maquis vão, certamente, procurar tirar partido do factor casa para amealharem a totalidade dos pontos em disputa e galgarem terreno na tabela de classificação.
À entrada da quarta jornada, o campeonato é liderado pelo Recreativo da Caála, com nove pontos, resultantes de três vitórias, uma na secretaria. Académica do Lobito, com sete, e 1º de Agosto, Interclube. Desportivo da Huíla, Libolo e Maquis, todos com seis, ocupam os lugares imediatos.

Tempo

Multimédia