Desporto

1º de Agosto e Interclube “lutam” pela Taça de Angola

Anaximandro Magalhães

Em noite de Sexta-feira Santa, data celebrada pelos cristãos, 1º de Agosto e Interclube discutem hoje, em partida de final, a partir das 18h00, no Pavilhão Multiusos do Kilamba, o título da 35ª edição da Taça de Angola em basquetebol sénior masculino.

Polícias pretendem contrariar o favoritismo dos militares para conquistarem o título inédito
Fotografia: Contreiras Pipa | Edições Novembro

Sem qualquer registo de conquista na galeria de vencedores da segunda competição mais importante do calendário de provas da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), os polícias às ordens de Alberto de Carvalho “Ginguba” têm no desafio da noite de hoje oportunidade sublime para, pela primeira vez, erguerem o troféu.
O último resultado diante dos militares, às ordens de Paulo Macedo, derrota por 73-79, na quarta volta da fase regular do Campeonato Nacional, aliada à vitória na terceira volta (87-83), abrem boas perspectivas à Ginguba e pupilos.
Vencedores de 14 edições, os rubro e negros têm na qualidade técnica individual e na força do colectivo, argumentos suficientes para desfeitear o adversário afecto à mesma casta, pois ambos estão ligados a instituições do Ministério do Interior.
Neutralizar o “terror” dos lançamentos exteriores e do drible em progressão para o cesto, que na maior parte das vezes termina na conversão de pontos, de seu nome Manny Quezada, extremo-base de 1,88 metros`, deve ser a maior preocupação do Interclube, cuja aposta para o alcance de um resultado positivo assentará certamente na irreverência dos seus atletas, caso de Gerson Domingos e Ngombo Rogério.
Teoricamente, o 1º de Agosto é favorito à conquista do segundo título da época, depois de já ter levantado o da Supertaça Wlademiro Romero.
Macedo deve contar com: Hermenegildo Santos, Felizardo Ambrósio “Miller”, Islando Manuel “Papa Ngulo”, Edson Ndoniema “Lapa”, Armando Costa, Mutau Fonseca, Mohamed Malick Cissé, Eduardo Mingas, Pedro Bastos, Carlos Cabral “Ketson”, Emanuel Amauris “Manny Quezada” e Andre Harris.
Enquanto Alberto de Carvalho tem disponíveis: Elmer Félix, Vladmir Pontes, Gerson Domingos, Ngombo Rogério, Walter Tadeu, Jonatão Ndjungo, Gilson Martins, Alexandre Jungo, Godelfim Freitas, Egídio Ventura, Abdel Gomes, José Salvador e Miguel Kiala, este último ainda em dúvida.

 

Tempo

Multimédia