Desporto

1º de Agosto reduz percurso do tetra

Anaximandro Magalhães

Com golo solitário de grande penalidade marcado pelo médio ofensivo Ary Papel, aos 54 minutos, o 1º de Agosto derrotou ontem o Recreativo da Caála, em partida pontuável para a 26ª jornada, reduzindo com isso o percurso que o separa da revalidação, pela quarta vez consecutiva do título de campeão do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, Girabola´2018/19.

Fotografia: DR

Em busca da consagração inédita no seu histórico, os militares, comandados pelo sérvio Dragan Jovic, não desarmam, e somaram com a vitória 57 pontos, mais seis em relação ao arqui-rival, Petro de Luanda, segundo da tabela classificativa com 51.
Na etapa inicial, os rubro e negros, apesar de soberbos, e mesmo tendo criado inúmeras ocasiões para marcarem, não conseguiram introduzir a bola na baliza caalense defendida por Beneco. Na etapa complementar, numa jogada individual fazendo recurso ao malabarismo técnico individual, uma das suas principais habilidades, Ary arrancou o penálti.
Com o resultado a seu desfavor, e a restarem 25 minutos para o final do encontro, a Caála orientada por David Dias arrogou-se no direito de discutir o resultado e dispôs de no mínimo três ocasiões flagrantes para empatar a partida, mas valeu aos tri-campeões a pronta intervenção do guarda-redes Tony Cabaça.
Ainda ontem, o ASA empatou com o Recreativo do Libolo a um golo, comprometendo, assim, as aspirações de fuga da zona de despromoção. Os aviadores ocupam a 14ª posição, com 22 pontos.
O jogo entre o Interclube e o Saurimo FC, previsto para o Estádio 22 de Junho, ficou adiado “sine die”, por ausência dos lundas na capital do país, forçada por uma avaria no autocarro que os transporta.

Tempo

Multimédia