Desporto

1º de Agosto reforça laços com gigante do continente

Honorato Silva

A série de quatro jogos disputados desde Setembro de 2018, na Liga dos Clubes Campeões Africanos de futebol, colocou o 1º de Agosto em boa conta na apreciação do TP Mazembe do Congo Democrático, que aposta nos militares do Rio Seco como parceiros na disputa com os clubes do norte do continente.

Formação do Rio Seco está agarrada à calculadora na fase de grupos da Liga dos Campeões
Fotografia: DR

O saldo de três empates (0-0, 1-1 e 1-1), com apenas uma vitória (2-1), no último sábado, em jogo referente à quarta jornada do Grupo A, convenceu o proprietário do gigante de Lubumbashi, Moise Katumbi, de que os tetra-campeões do Girabola possuem argumentos para uma aliança forte entre as agremiações dos países vizinhos.
Após a disputa da partida do final de semana, que deixou os rubro e negros dependentes de terceiros, quanto à presença nos quartos-de-final, as direcções dos dois emblemas acertaram linhas de cooperação, no jantar oferecido pelos anfitriões.
Um dos destaques da parceria é a realização de um jogo de abertura de época, de forma recíproca, já a partir do próximo período de preparação, em Julho.
O TP Mazembe vai visitar o 1º de Agosto, para um amistoso que poderá levar muitos adeptos ao estádio.
As direcções acertaram igualmente o intercâmbio entre as academias. Talentos identificados em Lubumbashi serão enviados a Luanda e vice-versa, com vista a melhoria da qualidade dos plantéis a médio prazo, iniciativa aplaudida pelos militares, por deixarem de depender de intermediários na contratação de jogadores como Bobó, Mongo ou Kila.
Vencedor da Liga dos Campeões em 2009, 2010 e 2015, fora as conquistas de 1967 e 68, no anterior modelo da competição, o colosso do Congo Democrático soma 108 jogos realizados na principal prova de clubes do continente, contra os distantes 40 desafios disputados do embaixador angolano, considerado um obstáculo difícil de ultrapassar.
A vitória na discussão da presença nas meias-finais, há sensivelmente dois anos, sob o comando do sérvio Zoran Maki, numa tarde irrepreensível do guarda-redes Tony Cabaça, que defendeu duas grandes penalidades, e do avançado Mongo, autor do golo do empate (1-1), referenciou pela positiva o 1º de Agosto junto do elenco encabeçado por Katumbi.
O domínio exercido pelos pupilos do bósnio Dragan Jovic, na partida de 27 de Dezembro, saldada em mais uma igualdade (1-1), e a postura evidenciada na primeira parte, sábado último, da qual saíram a vencer por 1-0, golo de Mabululu, logo aos oito minutos, confirmou a força dos homens do antigo RI-20, atrasados na classificação, dois pontos, muito por força do desperdício em casa, no empate a uma bola, diante do Zesco United da Zâmbia.

Tempo

Multimédia