Desporto

1º de Agosto triunfa no dérbi e mantém liderança isolada

António de Brito

Ao derrotar hoje, no “dérbi” da capital o Interclube, por 1-0, a equipa do 1º de Agosto, tetra-campeã nacional, mantém-se na liderança isolada do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, Girabola'2019/20, totalizando 18 pontos.

Avançado Mbululu e companheiros fazem a festa do golo da vitória diante da câmara de TV
Fotografia: Paulo Mulaza | Edições Novembro

Pressionada a vencer, a formação militar entrou melhor no desafio, mas teve dificuldades em visar à baliza de João Baptista, visto que o conjunto treinado
por Bruno Ribeiro fechava-se à entrada da área. A passagem do primeiro quarto de
hora, o Interclube equilibrou o jogo e passou a incomodar com perigo o último reduto do campeão angolano. Em consequência da experiência e "da maturidade competitiva" dos jogadores, o 1º de Agosto chegou ao golo inaugural de penálti, por intermédio de Mabululu, aos 41 minutos. Os "militares" do Rio Seco apresentaram-se desfalcados, sem Ary Papel e Kila, ambos lesionados. Zito Luvumbo está ao serviço da Selecção Nacional Sub-17, no Brasil. Apesar da derrota, a formação da Polícia Nacional deu boa réplica ao 1º de Agosto, que obteve a sexta vitória consecutiva na competição, tendo um jogo a menos com o Recreativo da Caála, referente à sexta jornada.
Com o objectivo de fazer os pontos necessários, de forma a garantir a permanência na primeira parte da competição, a Académica do Lobito derrotou a Santa Rita de Cássia, por 2-0, no Estádio do Buraco, com golos de Mano Mano e Pirolito, aos 23 e 53 minutos. A jogarem na condição de visitados, os "estudantes" Lobitangas mantêm a invencibilidade, sendo que dos quatro jogos realizados, obteve igual número de vitórias, ocupando agora a segunda posição, com 17 pontos.
O Santa Rita de Cássia, por sua vez, continua sem vencer no campeonato, visto que em sete jogos disputados, perdeu seis e empatou dois, ocupando a 15ª posição, com apenas dois pontos. Os "católicos" estão a pagar cara a factura da má preparação e dos problemas internos, que levaram o treinador Rodrigues Kiombo José a demitir-se, a um dia do jogo com o 1º de Agosto.
No Estádio Nacional de Ombaka,Wiliete de Benguela e Sagrada Esperança empataram (1-1), com os dois conjuntos a marcarem na ponta final do desafio. Os anfitriões adiantaram-se no marcador, por intermédio de Savane, aos 90 minutos, de grande penalidade. Volvidos três minutos, os forasteiros igualaram por Femi. Com este resultado, o Wilite ascende ao 10º lugar, com nove pontos. O Sagrada mantém-se na 12ª posição, com oito. O técnico Agostinho Tramagal considerou que o empate teve sabor à derrota, quando se preparava para festejar os três pontos.
Sábado, na abertura da jornada, o Petro de Luanda derrotou o Cuando Cubango, por 3-1, no Estádio Nacional 11 de Novembro. O FC Bravos do Maquis venceu igualmente o 1º de Maio de Benguela, por 3-1, no Estádio Jonas Kufuna "Mundunduleno".
O Recreativo do Libolo derrotou o homónimo da Caála, por 2-1, no Estádio Municipal de Calulo. Sporting de Cabinda e Ferrovia do Huambo defrontam-se amanhã, às 15h00, no Estádio do Municipal do Tafe. Ambas as equipas não jogaram no sábado, porque os "locomotivas" não conseguiram viajar para Cabinda, por falta de lugares na companhia de bandeira nacional.

Tempo

Multimédia