Desporto

1º de Agosto e Interclube prometem duelo renhido

Armindo Pereira

O 1º de Agosto recebe o Interclube, amanhã às 18h00, no Pavilhão Victorino Cunha, no desafio de maior cartaz da nona jornada, da segunda volta da fase regular do Campeonato Nacional sénior masculino de basquetebol, que coloca frente a frente o primeiro e o terceiro classificado da prova. 

Fotografia: DR

Do lado dos campeões nacionais, a única dúvida está em torno da utilização ou não do base norte-americano Emmanuel Quezada, que ainda não realizou qualquer jogo esta época ao serviço dos militares. Paulo Macedo espera por dificuldades e, ao mesmo tempo, destacou o conhecimento mútuo entre as duas agremiações.
“Esperamos fazer um bom jogo. Reconhecemos as valias do Interclube, assim como eles também conhecem as nossas. Acima de tudo espero que haja “fair play” e o público seja brindado com um bom espectáculo. A equipa que cometer o menor número de erros, certamente, vai sair vencedora”, prognosticou Paulo Macedo.        
Moralizado pelos três triunfos consecutivos nos últimos desafios, o Interclube deseja manter-se nesta senda. Nas sessões de treino de ontem, a equipa trabalhou  a componente física de manhã, e no final da tarde aprimorou a vertente táctica. Alberto de Carvalho “Ginguba” está satisfeito com os indicadores desta etapa derradeira da segunda volta da primeira fase. A equipa vem de três vitórias consecutivas, o que para o técnico “serve de alen-to” para os compromissos que se avizinham.
“Vai ser um jogo muito difícil para a nossa equipa. Trata-se do campeão nacional, actualmente a melhor equipa do campeonato, e tem os seus créditos bem firmados a nível continental. Os jogadores estão mais habituados à minha forma de trabalhar e eu a deles. Acredito que estamos mais fortes nesta altura”, frisou o técnico.  
O extremo Paulo Márcio Barros e o poste Miguel Kiala “Yao Look” estão a recuperar das intervenções cirúrgicas a que foram submetidos e são cartas fora do baralho para o encontro desta noite.
No Arena do Kilamba, às 18h00, o Petro, segundo classificado, visita o ASA na quinta posição e ávido por vitórias. O desejo dos tricolores passa pelo regresso às boas exibições, associadas às vitórias. Domingos Bonifácio, falha o desafio diante dos aviadores por lesão.
Por seu turno, Milton Barros, base da turma do aeroporto, revelou a boa disposição dos seus companheiros para defrontar o Petro, e garante que Carlos Dinis vai montar uma equipa capaz de lutar pela vitória. A ronda nove abre às 15h00, com a Marinha a receber no Victorino Cunha o Vila Clotilde, e uma hora mais tarde (16h00), a Universidade Lusíada mede forças com a Academia Helmarc.

Tempo

Multimédia