Desporto

1º de Agosto embarca confiante para o Congo

António de Brito

Em vantagem na eliminatória, após a soberba vitória por 4-2, a equipa do 1º de Agosto viaja hoje para o Congo Brazzaville, onde na quarta-feira defronta o AS Otôho, em partida referente à segunda-mão da preliminar de acesso para a fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos de Futebol.

Fotografia: DR

Os militares seguem viagem sem o médio Buá, que solicitou dispensa para tratar de assuntos familiares. Logo a seguir ao desembarque na capital congolesa, o campeão angolano embarca numa outra aeronave para a cidade de Oyo, num percurso de 50 minutos.
Atendendo ao desgaste da viagem, o técnico Dragan Jovic deve suspender a preparação prevista para hoje, para amanhã realizar o treino de adaptação à relva do Estádio Omnisport Marien Ngouabi D'Owando.
De Oyo para Owando, a formação militar percorre 120 quilómetros de autocarro, em 1h30 minutos.
No treino de ontem, Dragan repartiu o grupo de jogadores, sendo que os titulares frente ao Santa Rita do Uíge fizeram apenas trabalho de piscina, ao passo que os demais realizaram treino de recuperação física, seguido de uma “peladinha” em campo reduzido.
Geraldo trabalhou à parte dos restantes companheiros de equipa. Ausente no jogo com o Santa Rita por opção técnica, o médio esquerdo fez corridas ligeiras à volta do campo na companhia do preparador físico. O influente jogador recupera de ligeiras dores musculares, sem preocupação de maior para o corpo técnico.
Apesar de antever um jogo difícil, Ivo Traça, treinador-adjunto do 1.º de Agosto, manifestou-se confiante na passagem à outra fase. “Este é o espírito que nos move. Sabemos das dificuldades, porque o Otôho mostrou ser uma equipa valente e determinada”, disse ao Jornal de Angola. Chefiada por Carlos Hendrick, a delegação do 1.º de Agosto é constituída por 36 elementos, dos quais 18 são atletas, casos de Tony Cabaça, Neblú, Massunguna, Bobó, Isaac, Mingo Bille, Paizo, Yisa, Guelor, Schow, Macaia, Mongo, Mário, Ary Papel, Geraldo, Aguino, Jacques e Mabululu.

Tempo

Multimédia