Desporto

1º de Agosto procura manter senda vitoriosa

António de Brito

O jogo entre o 1º de Agosto e o Sagrada Esperança, hoje às 17h30, no Estádio Nacional 11 de Novembro, é o destaque do encerramento da 12ª jornada do Girabola 2018/19, que inscreve ainda os desafios Interclube-Sporting de Cabinda, Desportivo da Huíla-Saurimo FC, FC Bravos do Maquis-Cuando Cubango FC, Académica do Lobito-Progresso Sambizanga e Santa Rita do Uíge-Recreativo do Libolo.

Nelson da Luz e companheiros querem confirmar favoritismo teórico frente ao Sagrada
Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

Motivado pelas vitórias sobre o Sporting e Caála, o tri-campeão nacional pretende continuar na senda dos bons resultados, na recepção ao Sagrada, de modo a reforçar a liderança do campeonato, apesar de o jogo se afigurar difícil.
Do ponto de vista teórico, o 1º de Agosto é favorito à conquista dos três pontos, uma vez  jogar na condição de visitado, mas tem de encarar com a “máxima seriedade” o jogo diante do Sagrada.
Em dez jogos já disputados, a equipa treinada pelo bósnio Dragan Jovic não tem registo de derrotas e golos sofridos, pelo que vai procurar manter esta marca diante dos comandados de Agostinho Tramagal. A formação diamantífera não vence há 15 anos na visita ao reduto dos militares.
A contas com uma lesão contraída no desafio diante do Recreativo da Caála, o “capitão” Dani Massunguna falha o jogo, ao passo que no Sagrada Esperança não há registo de casos clínicos.
Às 17h00, o Interclube defronta o Sporting de Ca-binda, no Estádio 22 de Junho, com o claro objectivo de regressar às vitorias na prova. Frente à formação leonina, o conjunto afecto ao Ministério do Interior joga “o tudo ou nada”,visto que não vence há seis jornadas. Regista um saldo negativo de três empates e igual número de derrotas. Atendendo aos propósitos dos “polícias”, os “leões” de Cabinda têm uma missão espinhosa em Luanda.
A realizar uma campanha digna de distinção, o Desportivo da Huíla defronta o Saurimo FC, às 15h30, no Estádio do Ferroviário, com a equipa de Mário Soares a assumir total favoritismo, por jogar em casa, apoiado pelos adeptos. Diante do último classificado, os “militares” da Região Sul pretendem manter a invencibilidade nos jogos caseiros, onde venceram três e empataram dois.
O FC Bravos do Maquis tem um jogo “teoricamente” acessível diante do Cuando Cubango FC, às 15h00, no Estádio Mundunduleno, com o compromisso de vencer, após o empate com “sabor a vitória” diante do Sagrada, no Dundo. A formação de Menongue está a fazer uma prova para esquecer, quando no ano passado ocupava a 11ª posição, com 11 pontos, à entrada da 12ª jornada. Tem nove pontos, no 15º lugar.
As partidas Académica do Lobito-Progresso Sambizanga, no Estádio do Buraco (15h00) e Santa Rita do Uíge-Recreativo do Libolo, no Estádio 4 de Janeiro, à mesma hora, são de desfecho imprevisível.

  “Aviadores” travam “tricolores do Eixo Viário”

As formações do ASA e do Petro de Luanda empataram (0-0) ontem, no Estádio Municipal dos Coqueiros, no jogo de abertura da 12ª jornada da competição, com os "aviadores" a contrariarem ao máximo os intentos dos "tricolores do Eixo Viário". 
Com este resultado, o ASA salta da 14ª para a 13ª posição, perfazendo 11 pontos. O Petro de Luanda, por seu lado, mantém o quarto lugar, com 18 pontos. Para a próxima jornada, a formação aviadora joga, sábado, com o Saurimo FC, às 15h00, no Estádio Municipal das Mangueiras. Já o Petro de Luanda tem o seu desafio diante do Santa Rita do Uíge adiado, por força do envolvimento nas provas sob a égide da Confederação Africana de Futebol (CAF), onde compete na Taça Nelson Mandela.
Na segunda partida de ontem, o Kabuscorp do Palanca derrotou o Recreativo da Caála, por 3-1, nos Coqueiros. Os palanquinos abriram o marcador por intermédio de Cabibi, aos 48 minutos. Os caalaenses restabeleceram a igualdade por Pedro, aos 63 minutos. Na sequência da cobrança de um canto, Fabrício desfez o empate, de cabeça, aos 90 minutos. 120  segundos depois, Água Doce ampliou o resultado, num golo monumental, na distância de 35 metros.
Com a vitória sobre o Caála, o Kabuscorp ascende à segunda posição, com 21 pontos.

Tempo

Multimédia