Desporto

1º de Agosto quer jogar no Estádio França Ndalu

António de Brito |

A direcção do 1º de Agosto faz de tudo para que a sua equipa principal de futebol passe a realizar, já na próxima época, os jogos do Girabola Zap no Estádio França Ndalu, com capacidade para 20 mil espectadores, localizado na Cidade Desportiva do bairro Mártires do Kifangongo.

Iniciadas de raiz em 2013, as obras do empreendimento desportivo estão numa fase bastante adiantada, depois da colocação da relva natural, que cresce de forma cuidada e harmoniosa.
Além da Cidade Desportiva, o estádio foi projectado pela engenheira Elizabeth Cailo, atleta da equipa sénior feminina de andebol da formação do Rio Seco.
Depois de António dos Santos França “Ndalu”, fundador do 1º de Agosto, ter feito o lançamento da primeira pedra para a construção das infra-estruturas a 1 de Agosto de 2013, as obras não param de crescer.
Homens e máquinas trabalham ininterruptamente para que o complexo fique concluído nas datas acordadas entre o dono da obra e o empreiteiro. Nesta altura, os técnicos trabalham num ritmo bastante acelerado na instalação das bases do segundo anel.
O Estádio França Ndalu, apesar da sua simplicidade, dispõe de todos os requisitos internacionais, designadamente saídas de emergências, extinção de incêndio, balneários, lojas, bilheteiras, gabinetes, enfermaria, cabines e salas de imprensa, parque de estacionamento e torres de iluminação.
Em declarações ao Jornal de Angola, Kianda Primo, directora adjunta de comunicação e imagem do 1º de Agosto, disse que as obras decorrem da melhor forma, sem esquecer o importante contributo dos sócios para a concretização do projecto.
“Devemos sublinhar que a construção deste empreendimento desportivo só tem sido possível com o contributo dos nossos fiéis sócios, por via das quotas mensais”, salientou.  “O estádio é um reconhecimento ao grande impulsionador da nossa agremiação desportiva, general do Exército António dos Santos França ‘Ndalu’, ex-praticante da modalidade e um fervoroso adepto do glorioso 1º de Agosto”, assinalou.

Tempo

Multimédia