Desporto

Académica bate 1º de Agosto e conquista a Taça de Angola

António Cristóvão

A equipa da Académica arrebatou, ontem, com imensas dificuldades o quinto troféu consecutivo da Taça de Angola em hóquei em patins, ao derrotar o 1º de Agosto, por 3-2, na final da competição disputada no Pavilhão Principal da Cidadela, no Distrito Urbano do Rangel, em Luanda.

Apesar da mudança de treinador formação da Maianga mantém a veia ganhadora na prova
Fotografia: Agostinho Narciso | Edições Novembro

As equipas proporcionaram uma excelente exibição da modalidade aos aficcionados, com realce para os vencedores da Taça de Angola, que aproveitaram uma desatenção do adversário para levantar o troféu.
Os militares do Rio Seco, que fizeram uma excelente segunda parte, ainda chegaram a empatar a partida, mas quase na final desperdiçaram uma grande penalidade, que baixou o moral do grupo.
Kirro, da Académica, abriu o marcador, e Dilson Correia completou o triunfo com um “bis”, enquanto Guedes e Kiza apontaram os golos do conjunto do Rio Seco.
Com esta vitória, os “estudantes” mantêm a senda de triunfos na Taça de Angola, depois terem vencido a final da edição anterior o Petro de Luanda, por 9-2, também no Complexo da Cidadela.

Campeonato Nacional
Instituto Superior Técnico Militar (ISTM) e Comité Desportivo do Exército abrem no próximo sábado, às 14h00, no Pavilhão Anexo I da Cidadela, a jornada inaugural do Campeonato Nacional de hóquei em patins na classe seniores masculinos.
Na ronda, realce para o 1º de Agosto que se desloca à província de Benguela para defrontar o Hóquei do Lobito.
A formação do lobitanga recebe a formação do Rio Seco, às 17h00, no campo da Casa do Pessoal do Porto do Lobito, na cidade portuária de Benguela. No seguimento da ronda, Petro de Luanda e Juventude de Viana medem forças, às 15h30, no Anexo I da Cidadela, palco dos jogos da competição em Luanda.
Noutro encontro, a Académica defronta a Marinha de Guerra, às 17h00, ao passo que à noite o Estado Maior das Forças Armadas Angolanas enfrenta o Hóquei 300.
O campeonato vai ser disputado em duas fases. A primeira no sistema de todos contra todos a uma volta, e os quatro primeiros apuram-se para as meias-finais.
Às meias-finais disputam-se no sistema de “Play off”, a melhor de três partidas, ao passo que a final é de cinco desafios, para se apurar o campeão nacional. Do quinto ao 10º lugar jogam as classificativas.  
Durante a primeira fase da competição vai registar-se uma interrupção de 12 dias, para a preparação da Selecção Nacional, de 29 de Outubro a 12 de Novembro, visando a sua participação no Campeonato Africano das Nações.
A fase final da competição africana decorre de 9 a 11 de Novembro, na cidade de Maputo, Moçambique, e é qualificativa para o Campeonato do Mundo em 2019, marcado para a cidade Barcelona, Espanha.

Tempo

Multimédia