Desporto

Actividade desportiva retoma hoje

José de Mátis

A actividade desportiva no país retoma oficialmente hoje, depois da suspensão em Março último devido à propagação da Covid-19. A decisão saiu da última reunião da Comissão Multissectorial, e se enquadra no plano da retoma paulatina do exercício vital, mas obedecendo às regras de biossegurança.

Vida desportiva no país volta à normalidade a partir de hoje
Fotografia: Edições Novembro

Ainda assim, não se pode dizer que a partir de hoje as associações e federações já podem por sua conta e risco definir datas para reinício das competições. Apesar da luz verde há ainda um conjunto de factores que devem ser revistos para que os recintos desportivos voltem a encher-se de vida e alegria.

A Comissão Multissectorial tratou de definir a data de retoma da vida desportiva, porém, cabe ao Ministério da Juventude e Desportos regular os procedimentos. Ou seja, aquilo que deve ser feito a partir de agora para que este passo não venha resultar em situações pouco agradáveis para os próprios fazedores do desporto.

É sabido que no universo desportivo imperam várias disciplinas, havendo as individuais e as colectivas. Por esta ordem é bem provável que os desportos individuais apareçam primeiro na ribalta, contrariamente aos colectivos, que envolvem maior risco de contagio e cuja retoma deve ser cautelosamente avaliada.

O Ministério da Juventude e Desportos, estará a trabalhar no processo, e já terá, certamente, identificado aqueles desportos a ser os primeiros a retomar a competição e outros que, pela sua especificidade, terão de aguardar mais algum tempo para poderem alegrar os seus aficionados.

Ainda assim, existe outro factor condicionante, que apesar da autorização, poderá contrariar os clubes, particularmente estes, para aquilo que possam pretender: a obrigatoriedade do teste à Covid-19 antes dos treinos e dos jogos. O custo de cada teste pode desencorajar à competição.

Seja como for, importante em meio a tudo isto, é que chegou-se à conclusão que a actividade desportiva deve regressar. Agora se este regresso implica outros quês e porquês é uma situação com que os agentes desportivos terão de saber lidar, pese o facto de se tratar de uma situação capaz de concorrer para a exclusão de muitos praticantes.

Enfim, apesar do quadro epidemiológico no país continuar assustador, em face do crescente número de casos, não deixa de ser uma boa nova para os agentes desportivos saber que a partir de hoje, e em obediência as regras forem estabelecidas, já podemos ter actividade desportiva.

Tempo

Multimédia