Desporto

Adeptos anfitriões estão optimistas em erguer o título

Teresa Luís | Brazzaville

Decorridos 32 anos da conquista do último título em 1985, os congoleses que acompanham a disputa do Africano de andebol sénior feminino mostram-se confiantes na qualificação para a final e na vitória da selecção anfitriã a 12 do mês em curso.

Motivados pelos triunfos na fase preliminar, os adeptos apontam o Congo como candidata ao troféu. Em declarações  ao Jornal de Angola, Batah Phileas afirmou que o campeonato está a ser bem disputado e o nível competitivo das selecções participantes tende a crescer.
“Aguardo expectante pela segunda fase, onde as menos cotadas vão ser afastadas. Devem ser evitados os erros de palmatória, no sentido de não manchar a participação.
O Congo beneficia do apoio do público. Estamos aqui para encorajar as jogadoras até à final”, disse.
Em relação ao eventual opositor do dia 12: “não importa quem seja. O importante é conquistar o título”. Por sua vez, Akindi Bethou vaticinou uma final entre os Congos.
“São selecções equiparadas. Na fase de grupos bateram-se de igual para igual. Estão ao nosso nível. Angola é um país irmão, mas é uma potência na modalidade. Com as angolanas não temos hipóteses”, reconheceu.
A rivalidade entre o Congo e República Democrática do Congo ficou visível na quinta-feira, quando o "sete" nacional defrontou as compatriotas de Cristiane Mwasessa, os adeptos da casa preferiram apoiar as Pérolas em detrimento das congolesas.

Tempo

Multimédia