Desporto

Albano César pode regressar ao clube

António de Brito

Com a despromoção do Progresso da Lunda-Sul, o técnico Albano César pode orientar na próxima época futebolística, o Sporting Petróleos de Cabinda, visto que  o contrato de trabalho com a equipa do leste do país expira no próximo dia 31 de Dezembro.

Treinador estuda hipótese de voltar a treinar os leoninos
Fotografia: Contreiras Pipas | Edições Novembro

Em declarações ao Jornal de Angola, Albano César referiu que existe esta  possibilidade, sublinhando que nada está ainda acertado.”A parir de Dezembro serei um técnico livre, só depois disso é que irei decidir o meu futuro. Os treinadores de futebol nunca estão fixo nos clubes. Somos sempre chamados em função dos objectivos das equipas. Se oferecerem-me uma boa proposta e melhores condições de trabalho, não tenho como rejeitar o convite”.
Caso a contratação se confirme, Albano César orienta pela terceira vez a formação leonina, que no próximo ano está apostada em fazer uma boa campanha no campeonato, com o objectivo de garantir a manutenção, depois do apoio prometido à equipa pelo governador Eugénio Laborinho, no encontro mantido com a direcção do Sporting de Cabinda. “É importante a presença do clube no Girabola Zap'2018. Apelo que todos os filhos da terra apoiem o único representante da província na primeira divisão”.
No Girabola Zap, o Sporting regressa pela 12ª vez à competição, depois de ser despromovido em 2015. A formação leonina terminou na segunda posição na série A da “Segundona”, prova ganha pelo Domant de Bula Atumba do Bengo.
Fundado em 1975, o Sporting de Cabinda colecciona dois títulos do nacional da II Divisão, em 2011 e 2013, respectivamente. Em Cabinda, os “verde e brancos” venceram quatro campeonatos provinciais (2001, 2002, 2007 e 2011).
Depois do FC Cabinda, o Sporting movimenta muita massa adepta. Daniel Mena Kuazambi “Emena”, ex-treinador-adjunto de Albano César devolveu a equipa ao Girabola Zap.

Tempo

Multimédia