Desporto

Andebol: Federação Internacional mantém data do Mundial

António Ferreira

A 27ª edição do Mundial sénior masculino de andebol, que o Egipto organiza em 2021, o primeiro com um quadro de 32 selecções, não sofreu qualquer alteração, quanto a locais e datas.

Selecção angolana já está apurada
Fotografia: DR

A prova continua agendada para o período de 15 a 31 de Janeiro de 2021 , na cidade do Cairo. A transferência dos Jogos da 32ª, Tóquio´2020, para o ano de 2021, não atrapalha a efectivação. Aliás, a maior parte dos torneios de qualificação estão realizados, excepto os da Europa. Ainda assim, o Comité Organizador Local (COL), em comunicado, revela que está atento ao evoluir da pandemia da Covid-19 e acredita que até lá todos os constrangimentos estarão debelados.

Para o Mundial 2021, estão até ao momento apuradas as selecções do Egipto (país organizador), Dinamarca (campeã mundial), Angola, Argélia, Cabo Verde, República Democrática do Congo (RDC), Marrocos e Tunísia (África), Bahrain, Japão, Qatar, Coreia do Sul (Ásia), Croácia, Noruega, Espanha (Europa), Argentina, Brasil e Uruguai (América do Sul e Central).

À data do cancelamento dos torneios de qualificação, a Europa tinha em agenda para os meses de Abril e Junho, o torneio de apuramento ao Mundial do Egipto, a ser jogado a duas mãos. Porém, cancelados devido ao evoluir da pandemia da Covid-19. O Mundial da Federação Internacional de Andebol (IHF), que o Egipto organiza “a solo”, terá também um novo figurino competitivo.

África, América e Ásia são os continentes mais favorecidos por disporem de mais lugares. Para além do Egipto (país organizador), a Dinamarca (campeã mundial em 2019), os 30 lugares restantes são distribuídos da seguinte forma: África (6), Ásia (4), Europa (13), Zona Panamericana (5) - 1 para a América do Norte e Caribe e 4 para a América do Sul e Central – e Oceânia (2), que terá um lugar adicional disponível, mas apenas no caso de uma das selecções nacionais posicionar-se em quinto lugar no Campeonato Asiático, ou na pior das hipóteses a IHF concederá um convite (Wild Card).

Na primeira fase do Mundial, serão formados oito grupos de quatro selecções cada, com as duas primeiras classificadas a seguirem em frente para uma fase a eliminar, que se iniciará pelos dezasseis-avos-de-final, enquanto as duas últimas jogam as partidas de atribuição do 17º ao 32º lugares.
A mudança representa um ganho para os países que apresentavam um grau de dificuldade para competirem a este nível, para além de que o aumento também significa maior encaixe financeiro, uma vez que o evento se tornará mais lucrativo, com a entrada de novos patrocinadores.

Tempo

Multimédia