Desporto

Angola conhece adversários esta semana

António Ferreira

A Selecção Nacional sénior feminina de andebol conhece a 21 do corrente as oponentes da 24.ª edição do Campeonato do Mundo, que a cidade de Kumamoto, Japão, acolhe de 30 de Novembro a 15 de Dezembro.

Fotografia: DR

O quadro de países participantes está completo, num total de 24, com Japão, França, Rússia e Alemanha designados os cabeças-de-série da prova.
O sorteio tem lugar em Kanze Nohgakudo, no complexo Ginza Six, Tóquio, a partir das 19H00 (hora local), com presenças confirmadas do presidente da Federação Internacional, Hassan Moustafa, do governador da Prefeitura de Kumamoto, Ikuo Kabashima, e de Kanji Wakunaga, presidente da federação japonesa.
As 24 selecções serão distribuídas em quatro grupos preliminares, de seis cada. O Park Dome Kumamoto, com capacidade para dez mil espectadores, é o cenário do Grupo “A”, o Aqua Park Kumamoto (6.400) recebe o “B”.
As partidas da primeira fase dos grupos “C” e “D” serão jogadas no Yatsushiro Gymnasium (2.500), Yamaga Gymnasium (2.100) e Kumamoto Gymnasium (3.400).
Japão (país organizador) e a França (campeã mundial em título) qualificaram-se directamente para a prova.
A “armada africana” integra as selecções de Angola (campeã continental), Senegal (finalista vencida) e República Democrática do Congo (RDC). A Confederação Asiática será representada pela Austrália, Cazaquistão, China e Coreia do Sul.
Cabe à República de Cuba as honras de representação da América do Norte e Caribe. Argentina e Brasil disputam a prova pela América Central e Sul. Na Europa, a luta foi mais renhida, Alemanha, Dinamarca, Eslovénia, Espanha, Holanda, Hungria, Montenegro, Noruega, Roménia, Rússia, Sérvia e Suécia são as representantes.
É a terceira vez que o continente asiático organiza o Mundial, depois da Coreia do Sul tê-lo feito em 1990 e a China em 2009. Os três juntam-se ao Brasil que organizou em 2011, sendo os quatro não europeus a terem o privilégio de sediar a competição.
O primeiro Campeonato do Mundo foi disputado em 1959, na então República Federativa da Jugoslávia, com a ex-Checoslováquia a conquistar a medalha de ouro, ao bater (7-1) na final frente a Hungria.
Na última edição disputada em 2017, na Alemanha, a França arrebatou ouro com vitória (23-21) diante da Noruega.

 

Tempo

Multimédia