Desporto

Angola decide passagem frente à equipa anfitriã

António de Brito

A Selecção Nacional Sub-17 de futebol defronta a similar da Tanzânia, hoje às 14h00, no Estádio Uhuru, em partida referente à terceira jornada do Grupo A do Campeonato Africano das Nações (CAN), que decorre em Dar-es-Salam, capital da Tanzânia.

Fotografia: Jaimagens | Edições Novembro

Frente à equipa anfitriã, a formação angolana joga uma cartada decisiva, com a finalidade de garantir o passe para os quartos-de-final da prova continental e o mundial da categoria, a disputar-se no Peru.
Para assegurar tal pretensão, Angola é obrigada a vencer a Tanzânia por uma boa margem de golos, e esperar por um deslize do Uganda frente à Nigéria. Nos desafios com a Nigéria e Uganda, a Tanzânia perdeu (5-4 e 3-0), respectivamente.
Neste desafio com a Tanzânia, a balança pende claramente para a selecção angolana, que vai ter de puxar dos galões” para confirmar a presença na segunda fase da prova.
Apesar de favorita, a Selecção Nacional não tem, seguramente, um jogo facilitado, visto que a Tanzânia vem de derrotas seguidas e pretende despedir-se com uma vitória, embora já não tenha hipóteses de qualificação. Atendendo aos anseios de ambas, espera-se por um jogo intenso, com o favoritismo a recair para o conjunto treinado por Pedro Gonçalves, depois de ter feito o “scouting” da equipa adversária.
Em dois jogos disputados, Angola derrotou o Uganda (1-0) e perdeu por idêntico resultado para a Nigéria.
No outro jogo do grupo, a Nigéria mede forças com o Uganda, às 17h00, com o claro objectivo de vencer e terminar invicta a primeira fase da prova. Com o apuramento já garantido, o técnico nigeriano vai, certamente, aproveitar o desafio com os ugandeses para poupar os jogadores nucleares e dar mais tempo de jogo aos menos utilizados.
Com seis pontos, a Nigéria é a líder da Série A, Uganda e Angola partilham a segunda posição com três. A Tanzânia é a “lanterna-vermelha”, sem pontuar.
No Grupo B,a jornada reserva os jogos, Camarões-Senegal e Guiné Conacri-Marrocos. Os Camarões, líderes com seis pontos, já asseguraram a presença na outra fase e no mundial. Na segunda posição está a Guiné Conacri, com três. Marrocos e Senegal, ambas com um ponto, ocupam as posições imediatas.

Tempo

Multimédia