Desporto

Angola e Congo Democrático definem primazia no Grupo A

Teresa Luís| Rabat

Igualadas a seis pontos, Angola e Congo Democrático discutem hoje, a partir das 16h00, a liderança do Grupo A, em partida referente à quarta e última jornada de andebol sénior feminino dos 12º Jogos Africanos, no Pavilhão “Mohamed V”, Casablanca.

Jogadoras tiveram perto de 48 horas para preparar o encontro desta tarde no Mohamed V
Fotografia: Miqueias Machangongo | Edições novembro

Depois da folga, antecedida da pausa, as Pérolas tiveram cerca de 48 horas para esboçar esquemas tácticos, visando o desafio frente às congolesas. O histórico dos jogos entre si, a par do posicionamento no ranking continental, Angola (1º) e Congo Democrático (3º), conferem às orientadas de Morten Soubak favoritismo, na luta pela primazia do grupo.
Dotada de argumentos técnicos e tácticos, a Selecção Nacional tem bagagem competitiva para lograr os dois pontos. No Campeonato Africano de 2018, as angolanas derrotaram as congolesas, por 33-24.
Apesar do conjunto onde despontam as internacionais, Teresa Almeida “Bá”, Albertina Kassoma, Janeth Santos, Juliana Machado, Aznaide Carlos, Magda Cazanga e Isabel Guialo, sem desprimor para as demais, dar garantias, ainda assim, cautelas recomendam-se.
Cristiane Mwasesa, capitã, é o principal esteio das congolesas e tem a dura missão de motivar as companheiras para a vitória. O facto de conhecerem as adversárias permite as congolesas explorar as fragilidades das angolanas. Seguramente, o Congo Democrático precisa de entrar no máximo da força, caso almeje contrariar os intentos do “sete” nacional. Duas horas antes, entram em cena as selecções da Guiné Conacri e da Nigéria, numa partida na qual poderá ser encontrada a última qualificada para os quartos-de-final. No Grupo B, a ronda reserva o aliciante Camarões-Tunísia, às 18h00.
O desempenho até então apresentado confere as camaronesas teórica vantagem. Motivadas pela vitória de ontem, as tunisinas querem equilibrar a partida e, se possível, vencer. Às 12h00, Argélia e Uganda medem forças. As argelinas, com quatro pontos, pretendem dilatar a safra de triunfos diante das ugandesas. Ontem, o Congo Democrático derrotou (29-23) a Nigéria. A Argélia triunfou (28-25), diante do Quénia, a Tunísia ganhou 43-19, o Uganda, ao passo que a Guiné Conacri vergou 33-29, o Marrocos.
Em masculinos, hoje a Selecção Nacional defronta a Argélia às 16h00, para o Grupo B. O equilíbrio poderá ser o tónico dominante, pois angolanos e argelinos são os mais regulares. Os comandados de Filipe Cruz devem encarar o encontro com cautelas. Depois de ser afastada da liderança, o conjunto magrebino vai tentar, a todo custo, reverter a situação. No outro jogo, o Congo Democrático mede forças com a Nigéria, às 14h00. Zâmbia - Guiné Conacri, às 10h00 e Egipto - Marrocos às 18h00, são os jogos do Grupo A.
Ontem, Angola derrotou, (25-19), o Congo Democrático, com o parcial de 12-10, ao intervalo. A Zâmbia perdeu (23-42), com o Egipto, e a Nigéria ganhou, 28-17, ao Burkina-Faso.

Tempo

Multimédia