Desporto

Angola imaculada defronta hoje a RDC nos “quartos”

Amândio Clemente |

A Selecção Nacional sénior masculina de andebol defronta amanhã, às 14h00, a similiar da RDC, em jogo referente aos quartos-de-final. Hoje, Angola derrotou a similar do Gabão, por 31-26, e confirmou a primeira posição no Grupo B, da 24ª edição do Campeonato Africano das Nações, cuja fase preliminar encerrou com a disputa da terceira e última jornada.

Edvaldo Ferreira “Moreno” (79) esteve em grande plano na partida ao marcar quatro golos
Fotografia: Vigas da Purificação |?Edições Novembro

O "sete" nacional entrou com uma postura diferente da adoptada nos dois primeiros encontros, tomando a dianteira no marcador, mas os gaboneses, que acreditavam na hipótese de serem os primeiros da série para evitar o Egipto na segunda fase da competição, deram bastante luta e criaram embaraços ao último reduto angolano.

A partida foi bastante equilibrada nos primeiros minutos, com a equipa gabonesa a tirar excelente proveito das faltas técnicas cometidas pelos jogadores angolanos, com contra-ataques que na maior parte das vezes terminavam em golo. O equilíbrio manteve-se até ao final da primeira metade do desafio, também por conta das constantes exclusões de dois minutos com que os árbitros tunisinos mimoseavam os jogadores angolanos, que chegaram em mais de duas ocasiões a jogar com apenas quatro.
Mas no final, os Guerreiros foram para o descanso a vencer e saíram pela vantagem mínima de 13-12.
No reatamento, o equilíbrio persistia com os angolanos a comandarem o resultado, mas a cometerem os mesmos erros, que permitia aos gaboneses correrem atrás do prejuízo e a não deixarem os Guerreiros fugirem no marcador, mantendo a diferença em dois golos.
As acções ofensivas do combinado nacional quando não davam em golo e esbarravam na grande exibição do guarda-redes gabonês que, em abono da verdade, evitou que o resultado fosse mais dilatado com defesas espectaculares. Mas, na ponta final do desafio, a selecção gabonesa a evidenciar desgaste físico teve de conformar-se com a superioridade do conjunto angolano, que fugiu para cinco golos de diferença, que soube gerir até ao apito final da partida. Manuel Nascimento, o melhor marcador da equipa nacional, com cinco golos, foi eleito o homem do jogo.
O gabonês Yannick Aubyang foi o artilheiro da partida com seis tentos apontados. Nos Guerreiros, Edvaldo Ferreira "Moreno" também esteve em grande plano com quatro tentos rubricados.
Nas bancadas registou-se igualmente um embate desigual entre uma pequena claque de angolanos, cerca de uma dúzia, contra mais de cinquenta gaboneses, que entoavam canções de incentivo aos seus jogadores e assobiavam quando os angolanos atacavam a baliza da equipa adversária.
Mas, no final renderam-se ao perfume do andebol angolano, acabando por aplaudir os Guerreiros no final da partida.

Tempo

Multimédia