Desporto

Angola procura chegar hoje às meias-finais da Taça das Nações

Armindo Pereira

A Selecção Nacional sénior masculina de hóquei em patins pode garantir a passagem para a meia-final da 68ª edição do Torneio das Nações, caso vença hoje a Suíça, às 16h00, na terceira jornada do Grupo A, apesar de ter averbado ontem a primeira derrota, frente a Portugal, por 4-2, no Pavilhão Gimnodesportivo de Montreux.

Fotografia: Edições Novembro

O combinado nacional venceu a Espanha na estreia e ficará dependente do desaire dos ibéricos contra os portugueses já qualificados no último jogo do dia.
Angola e Espanha somam três pontos cada.
No desafio contra os vice-campeões do mundo, o combinado nacional sofreu o primeiro golo à passagem do minuto seis, num contra-ataque rápido. O avançado Henrique Magalhães foi o autor do primeiro golo dos europeus.
Para dar outra consistência ao ataque, o seleccionador nacional, Fernando Fallé, fez a primeira mexida na equipa. Substituiu Anderson Silva "Nery", por Humberto Mendes "Big". João Pinto esteve perto de igualar, mas o guarda-redes português Ângelo Girão negou-lhe o golo.
Pouco depois, Martin Payero entrou para o lugar de João Pinto. O segundo golo de Portugal foi rubricado por Hélder Nunes, após rematar debaixo de Francisco Veludo, um tento marcado contra a corrente de jogo. As duas equipas foram para o intervalo maior com vantagem, de 2-0, para a selecção europeia.
No reatamento, as duas equipas entraram com a mesma intensidade da etapa inaugural, com oportunidades de golos repartidas. Nesta altura, Angola detinha a maior posse de bola e era mais rematadora.
Miguel Vieira ampliou para 3-0 a vantagem dos lusos , quando eram decorridos oito minutos da segunda parte . A resposta do "cinco" nacional foi dada por André Centeno, com um remate certeiro do meio campo adversário.
A confiança apoderou-se dos jogadores do combinado nacional. Após um desarme sobre Hélder Nunes, o avançado Nery isolou-se e balançou as redes da baliza de Ângelo Girão para fazer o 3-2. Martin Payero desperdiçou uma grande penalidade. O mesmo não aconteceu com Hélder Numes, que converteu um livre para fazer o 4-2 a favor dos "tugas".
No outro jogo do grupo, a Espanha cilindrou a Suíça, por contundentes 10-1, e espera vencer Portugal na derradeira jornada para garantir a qualificação para a outra fase do torneio.

Tempo

Multimédia