Desporto

Angola será o último país a escalar Maputo

Melo Clemente | Maputo

A Selecção Nacional de basquetebol sénior feminina vai ser a última a desembarcar na capital moçambicana, Maputo, palco da disputa do Torneio de Qualificação zona africana, prova selectiva ao Torneio Pré-Olímpico, agendado para Fevereiro de 2020, em Tenerife, Espanha.

Extremo-Base Italee Lucas
Fotografia: Dr

Em virtude de ter arrancado tardiamente com os trabalhos de preparação, visando a competição, a delegação angolana deixa Luanda, com destino a Maputo, apenas na próxima quarta-feira, ou seja, um dia antes de começar a prova, que contará com a participação de seis países.

A adaptação ao piso do Pavilhão do Maxaquene, recinto que vai acolher o torneio, deve acontecer ao final do dia.
As outras delegações estrangeiras, designadamente Nigéria, actual campeã africana, Senegal, vice, Mali e República Democrática do Congo, devem começar a chegar à capital moçambicana a partir de amanhã e domingo, segundo fez saber uma fonte próxima da organização.
Entretanto, depois da direcção da Federação Angolana de Basquetebol (FAB) ter anunciado a desistência de Angola na competição, por falta de verbas, eis que a convocatória do cinco nacional saiu na noite de quinta-feira, graças à intervenção da direcção do Grupo Desportivo Interclube, que colocou à disposição do “órgão reitor da modalidade” 12 milhões de kwanzas, para que as pupilas de Apolinário Paquete pudessem disputar a prova.
Angola está inserida no Grupo B, ao lado do Senegal e Mali.
Moçambique, país anfitrião, figura no Grupo A, com a Nigéria e República Democrática do Congo.
A prova será disputada no sistema todos contra todos a uma volta, sendo que o primeiro classificado do Grupo A medirá forças nas meias-finais com o segundo colocado do Grupo B, ao passo que o vencer do Grupo B terá pela frente o segundo classificado do Grupo A.

Tempo

Multimédia