Desporto

Antigo craque Michel Platini detido na França

O ex-jogador e ex-presidente da União Europeia de Futebol (Uefa), Michel Platini, foi detido ontem como parte das investigações sobre corrupção na escolha do Qatar como sede do Campeonato do Mundo de 2022, informou a imprensa francesa.

Ex-presidente da União Europeia de Futebol (Uefa), Michel Platini, foi detido sobre corrupção
Fotografia: DR

"Está sob custódia da Polícia Judicial em Nanterre, perto de Paris." Em 2016, a promotoria francesa abriu uma investigação sobre a eleição do país árabe. Há suspeitas de que a escolha do Qatar tenha sido marcada por actos de corrupção, conspiração e tráfico de influência.
O ex-jogador declarou-se como testemunha em Dezembro de 2017. Segundo o jornal “Le Monde”, os promotores estão particularmente interessados em um almoço que aconteceu no Palácio do Eliseu, sede do poder executivo da França.
Platini participou no encontro com o antigo Presidente francês, Nicolas Sarkozy, e o xeque Tamim Ben Hamad al Thani do Qatar, na época primeiro-ministro. O almoço aconteceu em 2010, nove dias antes do anúncio do país organizador da prova.
O Qatar será a primeira nação árabe a sediar o evento. Platini comandou a Uefa de 2007 a 2015 e cumpre um período de suspensão de quatro anos por violar o código de ética ao aceitar um repasse de 1,8 milhões de euros, autorizado pelo ex-presidente da Fifa, Joseph Blatter, por trabalhos feitos entre 1998 e 2002.

 

Tempo

Multimédia