Desporto

ASA derrota Sport Libolo no Pavilhão Dream Space

Armindo Pereira

O Atlético Sport Aviação (ASA) protagonizou a surpresa da dupla jornada do final de semana, ao derrotar o Sport Libolo e Benfica, por 85-77, no Pavilhão Dream Space, em partida referente à última ronda da terceira volta, da 40ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol sénior masculino, Unitel-Basket.

Formação do aeroporto está agora a um ponto do Inter
Fotografia: José Cola | Edições Novembro

A equipa de Carlos Dinis deitou por terra as aspirações de um dos candidatos ao título, que deste modo elevou para seis, o número de derrotas da agremiação do Cuanza Norte. Com o triunfo, os aviadores somam agora 45 pontos e encurtaram para apenas um ponto a diferença que os separa do Interclube, quarto classificado.
O esforço empreendido pela turma do aeroporto, no desafio com o Libolo, se traduziu no jogo de sábado, desta frente à Universidade Lusíada, por quem perdeu, por 56-67, no Multiusos do Kilamba, na partida referente à primeira jornada da quarta volta, desta fase regular.
Por seu turno, o Petro de Luanda aproveitou o deslize dos encarnados para consolidar a segunda posição, com 53 pontos  e alargar a vantagem, agora cifrada em três. Os tricolores bateram a Marinha de Guerra (84-67), proeza que haviam alcançado um dia antes, desta sobre o Crisgunza de Benguela (96-68), o lanterna vermelha da prova.
No entanto, apesar da derrota para Manuel Silva "Pipas", técnico da equipa benguelense, marcar 68 pontos diante de um crónico candidato ao título "deixa bons  indicadores", embora reconheça que para este ano, o objectivo de ficar entre as oito melhores será complicado.
O Interclube foi das equipas com tarefa mais complicada, pois defrontou dois colossos. Sexta-feira foi derrotado pelo 1º de Agosto, (112-103), no Victorino Cunha, e sábado pelo Libolo (116-101), no Dream Space. 
Na abertura da ronda o Helmarc suplantou o Vila, por 83-80, e a Marinha foi surpreendida pela Lusíada, 87-83. A prova continua a ser liderada pelo 1º de Agosto, com 59 pontos, seguido pelo Petro e Libolo, com 53 e 50 pontos, respectivamente.     

 

Tempo

Multimédia