Desporto

Associação de Luanda renasce após dez anos

Pedro Futa

A Associação Provincial de Natação de Luanda renasce após dez anos de inactividade, com a tomada de posse, ontem, dos órgãos sociais para o quadriénio 2020 / 2024, decorrida no auditório da Escola Nacional de Administração e Políticas Públicas (ENAPP).

Fotografia: DR

Em declarações à imprensa, a presidente de direcção, Suzeth Marinela Barros dos Santos, apontou os desafios para os próximos quatro anos, até às Olimpíadas de Paris, França. “Os desafios são a expansão em Luanda, através da massificação e democratização do ensino da natação, incluindo crianças habitantes em zonas próximas da orla litoral, como Cacuaco, Ilha, Corimba, Chicala e outros pontos”, esclareceu.

A APNL vai trabalhar com as autoridades provinciais, municipais, Federação, clubes e sociedade em geral, afim de diminuir a sinistralidade nas praias e descobrir talentos, segundo Suzeth dos Santos.

A dirigente acrescentou que vai propor a inclusão da natação como disciplina curricular nas escolas públicas.“Vamos propor ao Ministério da Educação a inclusão da modalidade como disciplina curricular. No levantamento feito, apurámos 35 escolas de natação e aproximadamente três mil praticantes. O objectivo é quantificar”, frisou.

Tempo

Multimédia