Desporto

1º de Agosto resgata Taça de Angola na paciência

Anaximandro Magalhães

Paciente o quanto bastou e determinada o suficiente, a equipa do 1º de Agosto reconquistou, dois anos depois, a Taça de Angola em basquetebol sénior feminino, na circustância a 20ª edição, ao derrotar na final, por 66-64, o Interclube, no Pavilhão Multiusos do Kilamba, cuja nota negativa foi a presença de menos de mil e quinhentos espectadores.

Técnico Jaime Covilhã e jogadoras redimiram-se da perda do título da Supertaça
Fotografia: AGOSTINHO NARCISO | EDIÇÕES NOVEMBRO

Como soe dizer-se e a fazer jus ao ditado água mole em pedra dura bate - bate até que fura, eis que as militares do Rio Seco, às ordens de Jaime Covilhã, vergaram pela primeira vez, no sexto jogo esta época, as polícias às ordens de Apolinário Paquete.
Depois de dois quartos pouco conseguidos, tendo ido para o intervalo, a perder por 31-34, após desfavoráveis 14-21, nos primeiros 10 de 40 minutos reservados à disputa para atribuição do segundo título mais importante do calendário de provas da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), a equipa do Rio Seco transcendeu-se apenas no derradeiro quarto.
Empatadas a 56 pontos, quando restavam cinco minutos e seis segundos para o apito da consagração, eis que a “pequena grande” base Fineza Eusébio, 1,78 metros, 28 anos, relançou as rubro e negras para o encontro que parecia  perdido pelo desenrolar dos acontecimentos.
A ganhar por mais de seis pontos por diversas vezes, 48-40 e 52-45, Paquete e pupilas viram-se imponentes para nos momentos cruciais serenarem os ânimos e deste modo derrotarem consecutivamente as eternas rivais desportivas. Mais eficaz quando se impôs e melhor na transição defesa ataque, o 1º de Agosto desforrou, com o triunfo, a perda do título da Supertaça. Rosa Gala com os dois lances livres a que teve direito, embora só tivesse convertendo um, a cinco segundos do fim, foi a “brava guerreira”.
Nas polícias estiveram: Rosemira Daniel, Elsa Eduardo, Joana António, Robin Park, Ngiendula Felipe, Felizarda Jorge, Italee Lucas, Akongue Pauline, Astrida Vicente, Nadir Manuel, Angelina Ngolome e Erika Guilherme.  
Pelas militares foram convocadas: Fineza Eusébio, Celma Inglês, Cristina Correia, Avelina Peso, Rosa Gala, Luísa Tomas, Elisabeth Mateus, Alicia Devaox, Ana Gonçalves, Alindra Weaver e Adalberta Candeias.

Covilhã realça solidariedade
Paquete felicita adversárias
Em declarações à imprensa, o técnico do 1º de Agosto, Jaime Covilhã considerou a partida muito equilibrada e realçou que a vitória foi conquistada nos últimos dois minutos.
“Tivemos um terceiro quarto mau. Nesta fase o Inter conseguiu chegar aos oito pontos. Mas hoje tivemos muito carácter e solidariedade, situação que nos permitiu chegar ao final na condição de vencedores”, explicou.
Por sua vez, o treinador do Inter, Apolinário Paquete afirmou que no último quarto e sobretudo na ponta final o grupo negligenciou as tarefas defensivas.
“É uma área em que tínhamos algumas recomendações. Não fomos capazes. Parabéns ao 1º de Agosto que tirou proveito desta desvantagem e dos momentos menos bons da equipa. Felicito também as minhas jogadoras pela forma como se bateram. As finais são para serem ganhar mas, hoje não foi possível”.

Tempo

Multimédia