Desporto

Avaliação do trabalho continua por agendar

Anaximandro Magalhães |

A reunião entre os dirigentes da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), para analisar a prestação da equipa técnica da Selecção Nacional no último Afrobasket, no qual Angola ocupou a quinta posição, está adiada sem data, devido a ausência no país de alguns membros do elenco directivo.

Base Leandro da Conceição tentou remar contra a maré
Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

Honorato Troso e Licínia Leite Velho são duas das figuras ausentes da Direcção da FAB presidida por Hélder Martins da Cruz “Maneda”.
“Essa é uma das razões pela qual não realizámos a reunião até ao momento. Temos de estar presentes para, deste modo, abordarmos o assunto”, disse uma fonte afecta à federação ao Jornal de Angola.
O atraso registado na apresentação do relatório do corpo técnico, liderado por Manuel Silva “Gi”, auxiliado por Miguel Lutonda e Benjamin Ucuahamba “Avô”, é outra das condicionantes, segundo apurou o nosso jornal. />Questionado se a mudança de técnico é tema para o encontro, a fonte negou, por não se vislumbrar no imediato uma alternativa. “Há que ponderar bem esta situação. É bem verdade que não foi alcançado o propósito principal, mas temos de acautelar o futuro e, para já, a disputa do torneio de qualificação para o Campeonato do Mundo, na China”, alertou.
Maneda está no exterior, onde deve permanecer por uma semana. A Direcção da FAB, cuja Mesa da Assembleia-Geral é presidida por Agostinho Matamba, tem como vice-presidentes Honorato Troso, Licínia Leite Velho, Benjamin Romano e Manuel Garrido.

Tempo

Multimédia