Desporto

Balneário está unido e confiante na vitória

Anaximandro Magalhães|Tunis

A uma só voz, o balneário da Selecção Nacional, partilhado por técnicos, jogadores e restante “staff” técnico, lança para o exterior a crença na obtenção de um bom resultado, a culminar com a materialização do desiderato supremo: a vitória e consequente qualificação para as meias-finais.

Atletas acreditam numa boa prestação frente aos senegaleses
Fotografia: M. Machangongo | Edições Novembro

Após reconhecerem ter feito uma fase preliminar demasiado aquém das expectativas e das suas reais capacidades, os 12 integrantes do “cinco” nacional, de modo uníssono, dizem ser chegado o momento de brindar os mais de 26 milhões de angolanos com uma exibição convincente.
O poste Felizardo Ambrósio, 2,02 metros e um dos mais experientes jogadores da equipa, salientou que, para a concretização do desiderato, é importante estarem concentrados do primeiro ao último minuto do jogo.
“Sabemos que não será uma partida fácil para ambos os lados. Mas estamos focados em nós e o nosso objectivo passa por vencer e, deste modo, nos qualificarmos para as meias-finais. Respeitamos o adversário e ‘eles’ certamente a nós. Vamos para dentro do campo determinados e muito confiantes, pois só assim conseguiremos alcançar a vitória”, disse.
Em declarações ao Jornal de Angola, o seleccionador nacional, Manuel Silva “Gi” disse ser chegada a hora de “fazermos diferente”.
“Acredito que temos capacidade e vontade suficiente, para esta noite mostrarmos aquilo que nos caracteriza: jogar bom basquetebol. Procuramos nestes dois dias de trabalho, dos três de folga, corrigir os aspectos menos bons da primeira fase”, acrescentou o seleccionador.

Tempo

Multimédia