Desporto

Jogos no Multiusos dependem dos clubes

Anaximandro Magalhães |

A disputa no Pavilhão Multiusos Arena do Kilamba todos os jogos da 40.ª edição do Campeonato Nacional sénior masculino de basquetebol, designado Unitel - Basket, está dependente da anuência dos clubes envolvidos na prova.

Moderno pavilhão está à disposição para jogos e treinos
Fotografia: José Soares | Edições Novembro

No encontro de quarta-feira entre a Federação e os clubes, foi dada uma moratória sobretudo para os casos do Interclube e 1.º de Agosto, detentores de campos para albergar jogos. Petro de Luanda e ASA, únicos clubes representados pelos presidentes de direcção, Tomás Faria e Elias José, mostraram-se receptivos à proposta, que elogiaram por entenderem que traz apenas benefícios.
Em declarações à imprensa, o presidente da Federação, Hélder Martins da Cruz “Maneda”, reiterou a proposta. Realçou ainda o facto do Multiusos estar à disposição de todas as equipas para jogos e treinos, de forma grátis.
“Devemos aproveitar a existência deste pavilhão e dar a devida utilidade. É uma obra que custou muito dinheiro ao Estado e não podemos deixá-lo inoperante, como os recintos construídos para acolher o Afrobasket’2007, que estão no esquecimento e quase sem utilidade”, lamentou.
A reunião, segundo o líder da FAB, serviu para informar as vantagens da parceria com a Unitel. “Não queremos impor nada, mas seria bom efectuar todos os jogos no Multiusos, para melhorar a qualidade do basquetebol. São os clubes a decidir”.

Tempo

Multimédia