Desporto

Palma faz história entre os campeões

Anaximandro Magalhães |

O técnico Mário Palma, 67 anos, é desde sábado, com a consagração da Tunísia, o primeiro técnico a conquistar o Afrobasket por dois países.

Técnico Mário Palma
Fotografia: AFP

Com o feito, o treinador luso-guineense marca o seu nome na história do basquetebol africano, com destaque para Angola e Tunísia.
No comando dos hendecacampeões, o treinador conquistou quatro campeonatos das nações. O primeiro em 1999, em Luanda. Seguiram-se as edições de 2001, em Casablanca, 2003, Alexandria, e 2005, em Argel.
Voltou a festejar agora, ao serviço da Tunísia, ao abrigo de um contrato que expira dentro de dias.
Depois de Mário Palma, Victorino Cunha, antigo seleccionador angolano, é o treinador com mais títulos, todos à frente de Angola, 1989, em Luanda, 1991, no Cairo, e 1993, em Nairobi.
Seleccionador do “cinco” nacional na disputa do primeiro Afrobasket, em 1980, em Rabat, Marrocos, Mário Palma adiciona ao vasto currículo a conquista de títulos em Portugal pelo Sport Lisboa e Benfica, em Angola com o 1º de Agosto, equipa com a qual ganhou cinco campeonatos nacionais e duas Taças dos Clubes Campeões Africanos.
Na carreira, orientou os renomados basquetebolistas angolanos Jean Jacques da Conceição e José Carlos Guimarães, assim como o português Carlos Lisboa. Em 2010, qualificou a selecção da Jordânia para o Campeonato do Mundo, na Turquia.

Tempo

Multimédia