Desporto

Polícias visitam militares

Armindo Pereira |

1º de Agosto e Interclube centralizam as atenções à dupla jornada do final de semana, na segunda fase do Campeonato Nacional sénior masculino de basquetebol, BIC Basket, quando jogarem hoje às 18h00, no pavilhão Victorino Cunha, no Rio Seco.

Formação rubra e negra tem a vantagem de defrontar o adversário diante dos seus adeptos
Fotografia: José Cola |Edições Novembro

Depois do triunfo no reduto da equipa afecta ao Ministério do Interior, na oitava jornada da fase anterior, há uma semana, por 81-69, os militares almejam repetir a proeza no seu recinto, mas o técnico espanhol Ricard Casas deixou claro que a sua equipa vai encarar o jogo com a devida cautela.
A formação militar ganhou outro alento depois da vitória caseira diante do arqui-rival Petro de Luanda, na passada sexta-feira, por 95-88. Os rubro-negros querem manter a perseguição ao Recreativo do Libolo, actual líder da classificação com 28 pontos, mais três que os tricolores, na segunda posição.
O poste John Pedro continua a ser a única baixa confirmada. Apesar de estar a treinar com os demais colegas, depois da lesão que o afastou das quadras por oito meses. Ricard Casas descarta a utilização do jogador neste encontro com o Interclube.
“O atleta está determinado. Tem treinado com muita força de vontade, mas a verdade é que falar do seu regresso à alta competição é prematuro. Acredito que na devida altura o Pedro regressa, depois de uma avaliação médica”.
Ao Interclube cabe tentar evitar a oitava derrota na presente edição do nacional da bola ao cesto. As adversidades do técnico Alberto Babo podem ser acrescidas, pois o timoneiro luso não conta com os préstimos do extremo Paulo Márcio Barros, punido com um jogo de suspensão, pelo departamento de disciplina da Federação Angolana de Basquetebol (FAB).
Tentar equilibrar ao máximo e explorar as debilidades do adversário é o que o Interclube vai tentar fazer, de modo a surpreender os militares que, à partida, são teoricamente favoritos. O desaire frente à Marinha de Gerra foi digerida com a vitória sobre o Progresso Sambizanga, por isso  espera manter a espiral de vitórias.
Ainda hoje, para a terceira jornada da segunda volta, o Recreativo do Libolo, líder invicto do BIC Basket, visita a Universidade Lusíada, no pavilhão 28 de Fevereiro. Em sete partidas disputadas, a turma de Calulo obteve igual número de vitórias, mas o espanhol Hugo López fez saber que nada ainda está ganho.     
No Anexo II da Cidadela, 30 minutos mais tarde, o Petro de Luanda vai defrontar o ASA, ao passo que às 16h00, no Victorino Cunha, Progresso Sambizanga e Marinha de Guerra abrem a jornada.

SAPO Angola

Tempo

Multimédia