Desporto

Sporting de Benguela conquista título

Arão Martins | Lubango

O Sporting Clube de Benguela sagrou-se sábado, no Lubango, campeão da primeira edição do Campeonato Nacional de Basquetebol da II Divisão, ao vencer na final, por 107-75, o Clube Amigos de Viana.

Formação vianense regressa ao convívio dos grandes da bola ao cesto depois de ocupar a segunda posição na tabela classificativa
Fotografia: Angop

A equipa benguelense, bem comandada pelo cabo-verdiano Emanuel Trovoada, dominou todos os quartos, vencendo ao intervalo por 55-34. As duas finalistas estão apuradas para o Campeonato Nacional “BAI-Basket” do próximo ano.
A terceira posição foi ocupada pela Casa do Pessoal do Porto do Lobito, que venceu no último jogo, por 92-56, o Clube Desportivo da Huíla, que terminou no quarto lugar, enquanto no quinto e sexto postos ficaram Heja Sport Clube da Huíla e Misto do Bié.
Waldemar Martins, do Clube Amigos de Viana, foi o melhor cestinha e triplista da competição, ao apontar 133 pontos, perfazendo a média de 22,1 por jogo.
A competição decorreu de 15 a 23 de Novembro, no Pavilhão do Benfica, com a participação de oito equipas em representação das províncias da Huíla e Benguela, ambas com três formações cada, Luanda e Bié, uma.
A organização da prova atribuiu o título de MVP (Jogador Mais Valioso) a António Deográcio, do Sporting Clube de Benguela. Josemar de Carvalho, também da agremiação benguelense, comandou as estatísticas como melhor ressaltador, ao passo que o 1º de Maio de Benguela foi distinguido como equipa “Fair-Play” Emanuel Trovoada disse que a vitória do Sporting Clube de Benguela é resultado de muito trabalho, humildade, vontade e muito querer.
O técnico acrescentou que os seus atletas venceram o ano passado o campeonato provincial e o Nacional de Sub-25. Para Emanuel Trovoada, os seus pupilos foram humildemente ganhar um torneio em Cabo Verde e, por isso, estão de parabéns a província de Benguela e o basquetebol nacional.
O técnico do Clube Amigos de Viana, Acácio Domingos, disse que o grande adversário foi o clima, pois metade da equipa ficou gripada no jogo da final. “Estamos no BAI-Basket e vamos começar a trabalhar para que a nossa participação seja um êxito.”
O coordenador da prova, Manuel Cristão, mostrou-se satisfeito pela forma como o campeonato decorreu. “Estão de parabéns os atletas, a Associação Provincial de Basquetebol da Huíla e a FAB. É uma aposta da direcção comandada por Paulo Madeira. A prova veio para ficar e vamos continuar a trabalhar para o êxito da modalidade no país.”

Tempo

Multimédia