Desporto

Will Voigt e Hugo López sondados para a selecção

Anaximandro Magalhães |

Will Voigt, de nacionalidade norte-americana, ou Hugo López, espanhol, são os nomes melhores referenciados pelos dirigentes da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), para assumir os destinos da Selecção Nacional sénior masculina, nos próximos dois anos.

Seleccionador nacional deixa o comando da equipa depois do fracasso no Afrobasket
Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

Campeão africano inédito em 2015, com a Nigéria, Will, apurou o Jornal de Angola, de fonte da Federação, é a principal aposta do presidente da direcção, Hélder Martins da Cruz “Maneda” e pares.
O treinador, com passagens no currículo pelas equipas dos Los Angeles Clippers, de 1998 a 99, e San Antonio Spurs, de 99 a 2001, como assistente e coordenador de vídeos, pode ser anunciado esta semana como novo líder dos hendecacampeões africanos, em substituição do angolano Manuel Silva “Gi”, treinador que falhou o resgate do título no Campeonato Africano das Nações, Afrobasket, cuja primeira fase foi disputada este ano simultaneamente em duas cidades diferentes, Dakar (Senegal) e Tunis (Tunísia).
A falta de percurso interno, ou seja, ter trabalhado com equipas nacionais, não preocupa sequer o actual elenco federativo, conforme assegurou a fonte.
Uns furos abaixo na cotação para assumir as funções, López, espanhol que orientou o Libolo e com o qual conquistou os títulos de campeão nacional, da Taça de Angola e Supertaça Wlademiro Romero, para além da 8ª edição do Torneio Victorino Cunha, continua na agenda da FAB. Hugo López tal como Will, soube o JA, já tomaram contacto com o projecto da federação. Ambos identificaram-se com o documento e aguardam pelo desfecho.
Em declarações à imprensa, no final da cerimónia de sorteio e de oficialização do novo patrocinador do Campeonato Nacional, Unitel - Basket, Maneda assumiu que “a contratação de um novo seleccionador está dependente do dinheiro. Talvez, este acordo com a operadora de telefonia móvel nos desafogue financeiramente. Mas queremos resolver este assunto o quanto antes”, disse, pondo ponto final à especulação em relação a continuidade de Gi.

Torneio de qualificação
A Selecção Nacional está a 31 dias do início da disputa do Torneio Africano de Qualificação para a 18.ª edição do Campeonato do Mundo, a decorrer de 31 de Agosto a 15 de Setembro de 2019, na China. Angola está inserida no Grupo C da prova qualificativa para o maior evento organizado pela FIBA a nível de selecções, ao lado das similares do Marrocos com quem estreia a 24 de Novembro do ano em curso, Egipto, adversário na segunda jornada (dia 25) e Congo Democrático (26), no fecho do primeiro turno.
Nos mesmos dias, defrontam-se as equipas do Grupo A, constituído pela Tunísia, campeã africana das nações, Afrobasket, Camarões, Guiné Conacry e África do Sul.
De 23 a 25 de Fevereiro entram em cena para o primeiro de dois tira-teimas, as selecções que compõe os Grupos B, Nigéria, Mali, Ruanda e Uganda, e o D, integrado pelo Senegal, Moçambique, Costa do Marfim e República Centro Africana (RCA).
Na segunda fase da eliminatória, todas as selecções jogam de 29 de Junho a 1 de Julho do próximo ano. Os encontros, referentes à primeira e segunda fases, devem ser disputados de forma concentrada pelas distintas selecções em país não divulgado ainda pelo órgão reitor da modalidade no continente.
Para a última etapa, as equipas, agrupadas em número de seis por série, designadas por E e F, e discutem os cinco passes de acesso ao mundial. O Grupo E será formado pelos segundos e terceiros classificados dos Grupos A e C, e o F é integrado pelas congéneres do B e primeiros do D. Os desafios estão reservados para os períodos de 13 a 17 de Setembro de 2018, de 29 de Novembro a 3 de Dezembro, e de 21 a 25 de Fevereiro de 2019.

Tempo

Multimédia