Desporto

Benguela dignifica legado de antecessores

Vivaldo Eduardo

As vitórias da CPPL sobre o Progresso (23- 20) e do Electro sobre o ASA (22- 21), nos Campeonatos Nacionais de Andebol em seniores masculinos e femininos, trouxeram à memória dos amantes da modalidade, os tempos áureos da cidade das Acácias Rubras. Por mais de duas décadas Benguela rivalizou com a capital do país,  nas competições de ambas as classes.

Sem concorrentes masculinos na presente competição e com apenas duas equipas, em femininos, a participação da província era vista, à partida, como mera formalidade. No entanto, a determinação das comandadas de Eugénio Nunes “Cuca” e Teresa Moco contrariou as previsões. Concluída a primeira metade da prova, a CPPL está praticamente apurada para as meias-finais e o Electro depende apenas de si para continuar entre as quatro melhores da etapa preliminar.
A postura das atletas e equipas técnicas deve(ria) servir de mote para unir os dirigentes com responsabilidades acrescidas, na província, em prol do andebol. Ao nível do dirigismo local, existem condições objectivas para que a modalidade ande sobre carris. O director dos desportos de Benguela, João Ricardo, antigo guarda-redes dos Dínamos, foi praticante de eleição, com excelente contributo prestado à nação, como treinador campeão africano de juniores e várias participações em Campeonatos do Mundo.
À cabeça da Associação Provincial de Andebol de Benguela (APAB), está Rui Ferreira, um presidente entusiasta, a cumprir o terceiro mandato, fruto do incontestável apoio dos benguelenses. De permeio, a terra onde nasceu e reside, o treinador da primeira Selecção Nacional sénior feminina de andebol (Norberto Baptista), dispõe de outros agentes da modalidade, em número aceitável, com provas dadas de competência e conhecimentos para levar a nau a bom porto.
Estarem desavindos, constituiu, por si só, prestar mau serviço ao desporto e à sociedade. Oxalá a mensagem das atletas e treinadores seja "uma picada" capaz de tocar fundo e chamar à razão, as entidades com poder de decisão, levando-as a dignificar o legado dos seus antecessores que muito contribuíram para o desporto nacional.

Tempo

Multimédia