Desporto

Beto Bianchi e pupilos fazem os acertos finais

António Cristóvão

Um treino ligeiro para as correcções dos detalhes de jogo marcam hoje, às 9h00, a última sessão de treino do Petro de Luanda, no campo Osvaldo Saturnino de Oliveira “Jesus”, antes do jogo de amanhã à tarde com o Stade Malien, no Estádio Nacional 11 de Novembro.

Beto Bianchi e pupilos limam as últimas arestas antes da recepção ao Stade Malien do Mali
Fotografia: Eduardo Pedro| Edições Novembro

Este desafio é referente à segunda mão da última eliminatória de apuramento para a fase de grupos da 16ª edição da Taça Nelson Mandela.
No final da preparação, Beto Bianchi vai anunciar a lista dos 18 jogadores convocados para o reencontro. Pelo que trabalhou durante a semana, o técnico deve contar com os guarda-redes Gerson Barros e Elber, os defesas Eddie Afonso, Wilson, Élio Wilson, Danilson, Tó Carneiro e Mira, os médios Herenilson, Além, Benvindo, Mateus, Carlinhos e Karanga. No ataque, o hispano-brasileiro deve apostar em Tony, Job, Vá e Tiago Azulão.  
Ontem, no penúltimo treino da equipa, Beto Bianchi não permitiu a presença dos jornalistas para a captação de imagens dos últimos 15 minutos, justificando o gesto na conferência de imprensa, com o facto de estarem a trabalhar nos aspectos específicos.
Beto Bianchi garantiu a prontidão da equipa durante a conferência de imprensa de antevisão ao jogo, realizada ontem após a sessão de treino.
“A equipa está bem e motivada para o jogo. Os atletas sabem da importância de vencer o desafio. Estão bem preparados sobre o que pode acontecer durante o jogo. Estamos preparados”, declarou confiante.
Questionados sobre os opositores, o técnico repartiu o favoritismo, devido a qualidade que reconhece no plantel do Stade Malien. “O adversário tem um conjunto forte e corpulento, mas é bastante lento no sector defensivo. Os avançados são muito rápidos e tecnicistas. É uma equipa a ter em conta”, sublinhou.      
O Stade Malien realiza hoje, às 16h00, o treino de reconhecimento para a adaptação à relva do Estádio Nacional 11 de Novembro, onde o corpo técnico orienta uma sessão  para as correcções dos pormenores específicos de jogo. Antes, os futebolistas cumprem os habituais exercícios de desentorpecimento, para recuperar do cansaço da viagem entre Bamako, Nairobi e Luanda.
O Stade Malien chegou no máximo da sua força, com o objectivo de atingir a fase de grupos. O quarteto de arbitragem senegalês, constituído por Issa Sy, chefe de equipa, e os assistentes El Hadji Aziz Gueye, Amadou Ngom e Dou-da Gueye, chegou também ontem à tarde em voo da Ethiopian Airlines. Já o comissário ao jogo, o são-tomense Adalberto Luís Catambi, desembarcou à noite.
A reunião técnica do desafio realiza-se amanhã, às 8h30, no Hotel Convenções de Talatona Angola (HCTA), onde estão alojados o quarteto de árbitros e o comissário ao jogo. No desafio da primeira mão, disputado em Bamako no Estádio Modibo Keita, as duas equipas empataram a um golo.

“Azulão” quer casa cheia e apoio dos adeptos

O avançado brasileiro Tiago “Azulão”, do Petro de Luanda, apelou ontem à presença massiva dos adeptos tricolores e aos mu-nícipes da capital, para o apoio incondicional à equipa de futebol, amanhã à tarde, no Estádio Nacional 11 de Novembro, no jogo contra o Stade Malien.
“Precisamos do apoio do público, sobretudo nos momentos menos bons da equipa. A presença faz a diferença. Quero que os adeptos acreditem no nosso trabalho. Queremos dar a alegria aos nossos adeptos no final da partida”, sublinhou o atacante.   Tiago “Azulão” admite que vai encontrar muitas dificuldades para surpreender o sector defensivo do adversário, já que possui elementos fortes fisicamente.
“Pelo contrário é um conjunto forte. Acredito que não vamos encontrar muitas facilidades, para passar pela defesa do Stade Malien. Vamos estar atentos a estes detalhes para  surpreender o adversário”, disse na conferência de imprensa.
O dianteiro brasileiro declarou aos jornalistas que está apto para o desafio, e espera disputar um excelente jogo para o apuramento à fase de grupos da Taça Nelson Mandela.
“Estou recuperado a cem por cento da lesão que tive. Não foi nada grave, mas foi bem administrada pela equipa médica. Quero ajudar o grupo a chegar à fase de grupos”, f-nalizou o brasileiro crente na qualificação.
Nelson Bulivar, médico da equipa, garantiu que o grupo está apto para o desafio com “Les Blancs”, designação oficial do Stade Malien. “Não temos problemas. Os jogadores estão todos disponíveis para o jogo, apesar de termos um treino amanhã (hoje)”, destacou o médico.

Tempo

Multimédia