Desporto

Brasil vence Croácia e faz história na prova

O Brasil fez história neste Mundial, mercê do triunfo sobre a Croácia, por 29-26 (17-13 ao intervalo), em desafio dos oitavos-de-final, cujo registo remete o país para a melhor classificação em competições desta índole. Um feito que relançou a candidatura para lugares mais mediáticos e a garantia de subida de alguns degraus no “ranking” internacional.

Décimo sexto nos mundiais do Qatar (2015) e França (2017), o Brasil assegurou um lugar entre os doze primeiros da classificação geral final, não obstante os resultados que alcance nos derradeiros jogos da prova. Em resumo, a vitória frente aos croatas mudou a história do país.
Contra a Croácia, quarta classificada do Mundial' 2017, por sinal o seu “carrasco” na edição do Qatar, o Brasil esteve irrepreensível, realizando a sua melhor exibição na prova. “Os nossos críticos dizem que foi obra do acaso. Não. A vitória foi fruto de muito trabalho. Somos humanos e queremos ficar cada vez melhores. No Brasil não existe uma cultura do andebol, mas estamos orgulhosos como Nação. Acho que temos que continuar assim, passo a passo. Sabemos o quão grande é a Croácia, e queremos ficar cada vez mais perto deles”, disse o técnico Washington Nunes Silva.
“O problema na história do andebol brasileiro era mais mental do que físico, mas agora muitos dos nossos jogadores jogam na Europa. Então estamos melhor nesse aspecto, e isso significa que agora podemos jogar mentalmente contra os melhores jogadores do mundo. É claro que, fisicamente, eles são um pouco mais fortes, mas estamos a fazer o melhor possível”, disse o jogador Henrique Teixeira, a propósito do triunfo histórico frente à Croácia.

Tempo

Multimédia