Desporto

Caála destapa fragilidades do conjunto tetra-campeão

O 1º de Agosto confirmou ontem, a crise de resultados, ao consentir derrota 1-0, na deslocação ao reduto do Recreativo da Cála, e permitiu a liderança isolada para o Petro de Luanda, num desafio onde os tetra-campeões do Girabola voltaram a mostrar um futebol incaracterístico, perdulário e sem profundidade, no desafio de cartas na continuidade da disputa da 21ª jornada do Campeonato Nacional de futebol da I divisão, Girabola'2019/20.

Fotografia: DR

Deco, que saltou do banco, marcou o tento solitário da partida, aos 77 minutos, num período da partida em que os donos da casa dominavam os acontecimentos, apesar da maior posse de bola dos militares. Apostada numa postura de contenção e contra-ataque, a formação da Caála foi aquela que mais vezes esteve próxima de marcar, obrigando o guarda-redes Neblu a evidenciar as habilidades. Com a derrota, o 1º de Agosto pode ver o Petro distanciar-se na liderança caso vença os dois jogos em atraso, com o Progresso Sambizanga e Desportivo da Huíla, embora a equipa militar também tenha um partida por disputar frente ao Sagrada Esperança.
Os militares do Rio Seco não vencem há três jornadas. Os comandados do bósnio Dragan Jovic empataram frente ao Ferrovia do Huambo, voltaram a empatar com o Santa Rita de Cássia, e ontem perdeu, destapando assim a crise de resultados instalada nas hostes dos militares.
Em grande forma, e a não dar hipótese aos adversários, está FC Bravos do Maquis, que foi ao Estádio dos Eucaliptos, no Cuito, capital do Bié, golear o Cuando Cubango FC, por convincentes 3-0, com golos de Dabanda, Mara e Belito. Mesmo a jogarem no seu reduto emprestado, os pupilos de Albano César não tiveram argumentos para travar a marcha triunfal dos maquisardes, que nesta segunda volta da competição venceram todos os jogos e consolidaram a terceira posição agora com 37 pontos, a seis do primeiro colocado.
No Estádio Municipal dos Coqueiros, o Progresso Sambizanga regressou aos triunfos, ao receber e derrotar, por 3-2, com muitas dificuldades, a irrequieta equipa do Wiliete de Benguela, ao passo que o Desportivo da Huíla e Sporting de Cabinda empataram sem golos.
A disputa da jornada encerra hoje, às 15h00, com o Ferrovia do Huambo a receber, no estádio dos Kurikutelas, o Recreativo do Libolo. Sábado, na abertura da jornada, o Petro de Luanda foi ao Uíge bater o Santa Rita, por 2-0 e o Sagrada Esperança derrotou a Académica do Lobito, por 4-2. Até ontem a jornada registou 17 golos.

Tempo

Multimédia